Quem sou?




Eu estava pensando em quem sou eu.




Quem sou pra mim, para meus amigos, para quem me conhece um pouquinho e quem só me conhece de vista. Complicado demais!

Já escutei tanto: "Nossa! Conversando com você, vejo que é muito diferente do que eu pensava!" , "Sério? Você gosta disso? Parece não combinar com você!", e por aí vai, tenho super amigos e amigas que me achavam a garota mais metida à besta do mundo, e faziam parte até de fã clube às avessas: "Poxa Vi, te detestava sem te conhecer..." e etc, etc.

Pra evitar criar mais confusão vou dizer aqui algumas coisinhas sobre mim: não sou introspectiva, nem tímida, nem metida à besta, só não saio por aí dizendo a todos (nem sei se estão interessados) que gosto disso e daquilo, rio à toa, gosto das coisas simples, e não sou preconceituosa.

Aliás, preconceito é uma coisa mais chata ainda, sou branquinha e meu marido negro, daí tem gente que fala de forma discriminatória, e quando falo a cor do meu marido ficam com carão. Fala sério! Cor não define a pessoa. É só mais um detalhe lindo. Por falar em detalhe, eu ser reservada com quem não conheço também é um detalhe. Não me julguem só pela 1ª impressão que podem se enganar muito.
Sou assim: intensa em tudo - não gosto de nada pela metade, sou risonha, amiga, leal, fiel, sincera, honesta, apaixonada por Jesus, curto demais metal e música clássica, gosto de bossa nova, mpb, jazz e blues, falo pelos cotovelos, não suporto injustiça, falsidade, necessidade e nem fofoca (crítica tem que ser construtiva, se for pra detonar a pessoa guarda pra você!), sou batalhadora, vou à luta mesmo, sou inteira, vaiodosa (mas nem tanto, esqueço de um tanto de coisa), abaixo de Deus meu marido e nossos filhos, trabalho pra viver e não o contrário, amo fotografia, cinema, uma boa leitura, gosto de história, de economia e de coisas ligadas a tecnologia, e de viajar, gosto de banho demorado, de ir na galeria do rock, de correr, de fazer novos amigos, de relembrar histórias, de cochilar depois do almoço de domingo, cantar, cantar e cantar, e de rir - rir muito até de mim mesma. Chega né!

Tem coisas sobre mim que só conhecendo pra saber e entender. Mas tem que me conhecer direito. Precisa me amar pra me entender. E quem me ama não me larga mais (rrrsss). Assim como eu também não largo as amizades que recebo, e que são presentes de Deus pra minha vida!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Corte do cabelo da Priscila Fantin passo-a-passo

Ain't Got No / I Got Life

Nada pela metade