Abuso de Autoridade e de Amor


Ontem fiquei muito chateada com a atitude do meu pai.

De novo, né? Pois é raro um dia em que ele não dê um fora. Consegue superar a si mesmo na rabungentisse, na ignorância e na provocação. Parece querer que todos em redor o venerem por sua posição, sua autoridade de pai, e pelo amor que temos por ele está acostumado a sempre ter relevados os seus atos.

Nem cabe dizer aqui a atitude dele em detalhes, basta dizer que reclamou do meu esposo estar carregando o celular na casa dele, pois isso encarece a conta de luz e mentiu sobre o valor da conta.

Que mesquinharia! Que avareza! Como precisa mudar pra ser um verdadeiro cristão!

É pena a gente ter que honrar o pai que temos apesar dele ser o que é. Deveria ter algum cógido de conduta e, cobrança desta conduta também para pais.

Mas graças a Deus que pelo menos meu pai não conseguiu estragar nosso Natal, apesar de algumas tentativas frustradas e comentários desnecessários. Deixamos entrar num ouvido e sair no outro.
Já há algum tempo decidi que vou engolir sapos, vou evitar argumentar, esclarecer, não vou tentar mudar quem só Deus pode mudar. Desisti de ter um relacionamento legal com meu pai, daqui pra frente é como ele quer, mas não vou mais revidar, nem ficar tentando entender. Não vou ficar do tamanho dele na ignorância e falta de amor pelo próximo - inclisive por nós, seus filhos.

Vou ficar na minha. Cada vez mais na minha. Quem sabe ficando longe ele não sente falta e acaba mudando? Tô eu de novo alimentando esperanças...
Deus, minha vida está escondida em Ti! Fortalece-me!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Corte do cabelo da Priscila Fantin passo-a-passo

Ain't Got No / I Got Life

Nada pela metade