quarta-feira, 30 de janeiro de 2008

1 Aninho

Eu e o Heber estavámos lembrando do nascimento do Isaac.
Parece que foi ontem! E para nosso susto já se passou 1 ano!

Tão amado antes de ser concebido
Tão querido antes de nascer
Esperado com tanto carinho
Imaginado com tanta perfeição
Mesmo assim tudo o que pensavámos foi superado
Ele é ainda mais lindo, gostoso e inteligente que imaginavámos!
Muito obrigada Senhor! Pelo privilégio de ser mãe!

Foi numa tarde de sexta feira que o Heber decidiu que iriámos pro hospital, eu não tinha conseguido dormir na noite anterior, pois minha barriga estava dura demais, incomodava ficar em qualquer posição. Nosso querido amigo e irmão Robson nos levou, e quando a médica me examinou disse que já estava chegando a hora, que eu ficaria internada. Apesar de estar com pouca dilatação, sem dores e da bolsa ainda não ter rompido, eu estava tendo contrações muito fortes, por isso a barriga se mantinha dura. Fui pro pré-parto e fiquei esperando o Heber voltar, pois não tinhamos levado bolsa com as coisinhas do Isaac.
Quando ele chegou eu já ansiava que viesse logo me amparar, seugurar minha mão, dar aquele apoio moral, sabe, que é muito importante. Ele chegou, tive a bolsa rompida e as dores começaram lentas, acelerando devagar, até que ficaram muito intensas e constantes - eu não via a hora de ser anestesiada.
Mas como era troca de plantão, me deixaram esperando a médica que assumiria meu parto, pois queria me ver antes da anestesia. Minutos que pareceram uma eternidade!
Como sinto pena das mulheres que nem têm anestesia! Se por alguns momentos quase fiquei desorientada de tanta dor, imagina elas - que ficam assim até terem seus bebês!
Enfim a Dr. Stany chegou e liberou a anestesia. Ufa! Que alívio! Daí em diante as coisas melhoraram... O Heber ficou lá, segurando minha mão, carinhando minha barriga, me lembrando de fazer força nas horas certas, de respirar direito...
E eu era só sorrisos! Como ansiava por ver meu Isaac e tê-lo em meus braços! Ver seu sorriso! Seus olhos encontrarem os meus! Como queria que ele nascesse logo!
E para nossa surpresa o colo do meu útero estava rijo - por 4 meses fiquei em repouso porque corria risco de ter um parto prematuro exatamente por causa da fragilidade do colo, que estava mole e poderia não suportar o aumento de peso do bebê - o Senhor ouvira nossas orações e mudara a consistência do meu corpo, pra que tudo corresse bem. Por pouco não foi necessária uma cesárea, pois o tempo estava passando e nada de amolecer.
Aí entrou em cena novamente a Dra. Gisela - é a médica do plantão anterior não foi embora, resolveu ficar só pra me acompanhar, pois achava linda a forma como eu lidava com o parto, como queria que fosse natural, como estava feliz e grata a Deus. Ela ficou depois do horário dela só pra ver o Isaac nascer - e olha que só tinha referências ruins dela, muita gente que conheço e se consultou com ela lá dizia que era muito má médica, que era grossa e insensível. Mas o Deus que nós servimos é um Deus soberano! Ele cuida de todos os detalhes por nós! Ele está realmente no controle e faz superadas todas as nossas expectativas! Aleluia! Naquele 26.01.2007 fui atendida por médicos muito especiais, que cuidaram muito bem de mim! Louvado seja Deus!
O Isaac nasceu eram 23:07 da noite. Deu um chorinho rápido e logo veio pro meu colo. Que momento mais gostoso! Indescritível! Só quem já viveu entende! Não dá pra explicar o que é que a gente sente! Ele lá, com aqueles olhos lindos me olhando nos olhos, me tocando, me cheirando, se aninhando em meu peito, demosntrando que já me conhecia...
M A R A V I L H O S O ! ! !
G L Ó R I A A D E U S ! ! !
O Heber e eu aos prantos, muita emoção! Muita realização! Plenitude sabe?! Louvamos ao Senhor e demos graças a Deus! As médicas deixaram a luz baixa e colocaram uma música bem lenta... ficamos lá, os três, abraçadinhos... Parecia que o tempo tinha parado, e que no mundo todo só nos três existiámos...
Em nossas mentes e corações esse momento vai ficar pra sempre. Parece mesmo que foi ontem. Mas hoje temos ainda mais vitórias pra contar. O Isaac está a cada dia que passa mais lindo, carinhoso, esperto, gostoso - sou a pessoa mais suspeita pra dizer - sou mãe, né?! Mas digo e repito que esse 1º ano foi uma benção! Aprendi muita coisa, vejo a vida por outro prisma, valorizo muito mais as coisas simples, os momentos de silêncio e o prazer de estar em casa com minha nova família - que daqui a pouco vai ficar maior de novo. E mais uma vez terei momentos em que o tempo pára pra contar aqui e agradecer a Deus! Aleluia!

Nenhum comentário: