Adeus


Desde o dia 1º meu coração e de muitos queridos andava abatido e apreensivo - um misto de dor e esperança, pois o Fabinho e o Cleiton estavam desaparecidos numa cachoeira. Buscas iniciadas e a família cada vez mais aflita, com saudades, com angústia e pedindo a Deus que o devolvesse com vida.

Mas quem somos nós para conhecer os desejos do coração de Deus e seus planos?

Ontem os corpos foram encontrados já em decomposição.

Dor, pesar, desconsolo e tantos outros sentimentos estão faiscando os corações de todos os familiares, de toda Igreja, de todos os muitos amigos e outros muitos conhecidos.

Só resta dizer adeus!

Dizer adeus e prosseguir, lembrando que a vida é curta e que o dia de amanhã não nos pertence, que o hoje é um presente.

Um presente pra viver, pra servir a Deus e mostrar a todos que nos são queridos o quanto são importantes para nós.

As palavras em momentos como este fogem em velocidade luz, ou se misturam tanto que nos confundem.

Realmente quando sentimos dor não sabemos o que dizer, não fazemos idéia de como começar a escrever, não existe frase ou palavra suficiente para expressar o que sentimos.

Em momentos como esse só podemos deixar que as lágrimas escorram como palavras e vice e versa, e que estas se expressem sem explicação, poisnos resta aceitar a ventade de Deus, quentes, pois nosso sangue fervilha, dolorosas, pois dói até pensar em quem perdemos, sufocantes, pois queria dizer mais um milhão de coisas, na esperança de que algo realmente expresse nosso sentimento, sem aviso, pois fomos pegos de surpresa e não pensamos nunca que um dia isso aconteceria, sem controle, pois assim como a inevitável morte chega também afloram descontrolados o nosso pesar e tristeza, sem limites, pois amizade, amor, fraternidade e companheirismos não se limitam a nada mesmo, apenas existem, sem qualquer explicação, pois sempre queremos mesmo é ter explicação pra tudo, até pra perda.
Nessa desorganização de pensamentos e sentimentos, nessa inútil tentativa de escrever algo que console quem assim como nós ou ainda mais sente a falta e a profunda tristeza, realmente nos resta pedir a Deus que nos fortaleça, que console toda família - a carnal, a de Cristo, todos os amigos e sua noiva - que sentem muito, que queria poder fazer algo, que está com o coração em fatias.

Nos resta pedir a Deus que dê a Camila refrigério para a alma, consolo, calma, alento... e que fique a saudade e todos os momentos lindos vividos. E principalmente a gratidão.

Gratidão? Sim, gratidão por ter compartilhado conosco um filho tão amado que Ele mesmo agora recolheu.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Corte do cabelo da Priscila Fantin passo-a-passo

Ain't Got No / I Got Life

Sobre mentiras e verdades