sexta-feira, 11 de janeiro de 2008

Frutas Secas


Frutas secas multiplicam as calorias das versões frescas

Apesar de bem mais práticas, elas podem pôr a sua dieta a perder. A variedade de frutas secas recheia as prateleiras dos supermercados e a despensa de quem quer dar uma adoçada no cardápio, sem descascar um abacaxi. Mas será que elas são tão indicadas à dieta quanto as frutas in natura, que devem participar de, pelo menos, três refeições do dia? A principal diferença entre os dois tipos de fruta é a quantidade de água na composição. Se considerarmos 100 gramas dos dois alimentos, por exemplo, as frutas secas vão apresentar mais nutrientes que as frutas in natura, por serem mais concentradas. Porém, a quantidade de calorias também aumenta. O alerta vale para as pessoas que seguem um menu voltado para a perda de peso. Como as frutas secas são mais leves, a tendência é consumir uma quantidade maior em relação à ingestão de frutas frescas. E caso as frutas desidratadas não sejam consumidas moderadamente, elas podem, sim, prejudicar a dieta.

Além disso, muitas frutas desidratadas recebem açúcar refinado para aumentar o tempo de conservação. Não precisa estender muito o pensamento para perceber que, conseqüentemente, o valor calórico aumenta bastante.


Pese os prós e contras
O processo de desidratação apresenta pontos positivos e negativos em relação ao aproveitamento dos nutrientes. Carboidratos, fibras, vitaminas e minerais ficam mais concentrados e, por isso, são fornecidos em abundância pelas frutas secas. Por outro lado, alguns nutrientes termo sensíveis, como a vitamina C, são perdidos durante o procedimento de retirada da água. As frutas desidratadas são excelentes alternativas para os lanches que antecedem e também os que são feitos depois dos exercícios físicos. Como são boas fontes de carboidratos, as frutas secas evitam a hipoglicemia durante a prática de atividade física e repõem as energias depois do esforço.

Se você sofre com a constipação intestinal, as frutas desidratadas podem se transformar em aliadas. A concentração de fibras nestes alimentos faz com que a recomendação diária de 30 gramas seja atingida mais facilmente. A dose certa de fibras auxilia na eliminação do bolo fecal. Compare, a seguir, as variações de calorias em 100 gramas das duas versões de frutas.

Abacaxi: 58 kcal
Abacaxi seco: 150 kcal

Ameixa: 55 kcal
Ameixa seca: 233 kcal

Banana: 92 kcal
Banana seca: 347 kcal

Damasco: 131 kcal
Damasco seco: 204 kcal

Maçã: 65 kcal
Maçã seca: 343 kcal

Manga: 65 kcal
Manga seca: 317 kcal

Tâmara: 178 kcal
Tâmara seca: 280 kcal

Uva: 76 kcal
Uva passa: 299 kcal

Fonte: Revista Minha Vida

Nenhum comentário: