Festa do Isaac




Até a véspera do aniversário do Isaac eu ainda não tinha alugado nada pra decoração. Estava tentando achar algo pra comprar, alguns bichinhos de material emborrado, ou algum painel mais simples de montar. Mas não encontrei nada, e olha que bati muita perna. Daí no final da tarde de sexta resolvi alugar. Que dificuldade achar algum lugar que tivesse tema que me agradasse disponível - também, quem manda deixar pra última hora? Minha sogra já tinha encomendado o bolo com tema do ursinho Pooh, então queria que o resto também fosse, né? Mas por fim, achei. E ficou lindo! Lindo! O painel, a cortina e os enfeites de mesa - que nem peguei tudo, pois era tanta coisa que não caberia na minha sala.

Na hora do Parabéns o Isaac tava meio murcho, a virose tava começando a atacar com febre - uma pena! Mesmo assim ele curtiu, brincou até cansar com os balões, brinquedos que ganhou e coleguinhas que foram. A chuva fez algumas pessoas desistirem de ir, e apesar disso, minha casa ficou cheia, e eu, praticamente desorientada: tentando dar atenção a todos, cuidando do Isaac febril e ainda verificando se estavam todos servidos, se faltava algo.

Ufa! Festinha, por menor que seja, cansa, e muito! Ainda mais com esse meu barrigão de mais de 6 meses!

De lembrancinha encomendei aquelas clássicas fotos - ficou muito fofo! E é mais prático que qualquer outra coisa. Além de poder ser quardado pra sempre.

O Heber disse que sou meio exagerada pra comes e bebes, e ele tava certo. Segui aquelas velhas tabelas de quantidade por pessoa e sobrou bastante coisa - melhor sobrar que faltar! Por isso nem nos importamos, estamos até hoje com a geladeira cheia de refrigerante, docinhos... E olha que muita gente levou bolo, salgados e etc pra casa...

Mas foi ótimo! Não dá pra passar em branco uma data tão especial! Tem que comemorar e registrar mesmo! Vale o prazer proporcionado, e as lembranças que ficam.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Corte do cabelo da Priscila Fantin passo-a-passo

Ain't Got No / I Got Life

Sobre mentiras e verdades