Dieta do Abacate

Menos 4 quilos (ou mais) em 2 semanas!
A convite de BOA FORMA, Cinthia, Sheylla, Renata, Marcela e Luciana aceitaram testar uma dieta capaz de secar rapidinho. O segredo? Comer abacate todos os dias. O resultado? Juntas, perderam 15 quilos. E cada uma reduziu um número no manequim

por Eliane Contreras fotos Fabio Mangabeira

Como assim, abacate ajuda a perder peso? Essa foi a primeira pergunta das leitoras que toparam fazer uma dieta que tem a fruta como aliada principal. Cinthia Moreira, Sheylla Nunes, Renata Salatino, Marcela Seia e Luciana Sanabria chegaram à nossa redação empolgadíssimas para fazer a avaliação corporal (peso total e da musculatura e porcentagem de gordura), receber as orientações e o cardápio elaborado pelo consultor em nutrição Alfredo Galebe, de São Paulo. Mas, como prevíamos, ficaram desanimadas com a notícia de que teriam de comer abacate três vezes por dia (no café-da-manhã, no almoço e na ceia), durante duas semanas. Pior: antes de dormir, deve ser consumido puro (não vale pôr nem adoçante!). Mas as meninas foram guerreiras: nenhuma deu para trás. E, em poucos dias, surpresa! Descobriram que o abacate é gostoso de qualquer jeito (doce, salgado ou puro) e emagrece de verdade. Você também vai saber como e por quê.

Por ter gordura de boa qualidade e numa proporção excepcional, essa fruta preenche o estômago com facilidade (você fica satisfeita com menos comida) e adia a fome. Marcela é a prova. "Comia abacate no café-da-manhã e ficava cheia por várias horas", conta. Outra vantagem dessa gordura é baixar o índice glicêmico da refeição, especialmente do carboidrato – ele demora mais para ser transformado em açúcar no sangue e a produção de insulina é controlada. Em excesso, esse hormônio faz a fome voltar rapidinho, além de estimular o organismo a estocar gordura. Mais: a maior parte da gordura do abacate é do tipo ômega 9 – ácido graxo que participa do nosso metabolismo. A fruta ainda tem beta-sitosterol, substância antiinflamatória que reduz a resistência à perda de peso.

Comer o abacate antes de dormir tem mais um propósito: intensificar a ação do GH, hormônio do crescimento que tem o pico de produção à noite. O que isso tem a ver com a cintura sequinha? "No adulto, o GH ajuda a formar músculos e faz o organismo usar a gordura estocada como fonte de energia", afirma Galebe. Por isso, não vale pular as três colheradas da fruta na hora de ir para a cama.

Sozinho, o abacate não resolve. É importante você combinar porções de carboidrato, proteína e gordura em todas as refeições e deixar doce e refrigerante de lado. Deve priorizar massas e pães integrais, carnes magras, além de outras gorduras boas (azeite de oliva, amêndoa e azeitona). Isso tudo garante o sucesso da dieta e, depois, evita que você volte a engordar. As cinco leitoras afirmam: "Vale a pena." Então, antes de torcer o nariz, experimente o cardápio. Você tem a chance de ficar tão satisfeita com o resultado quanto elas!

VALE POR UM PRODUTO DE BELEZA

O abacate ajuda você não só a enxugar as gordurinhas mas também traz benefícios para:

A PELE
As substâncias antioxidantes (vitaminas A e E) e antiinflamatórias (beta-sitosterol) presentes na fruta inibem a inflamação das células. "Com isso, o abacate ajuda a combater acne, ruga e celulite", afirma a nutricionista Eliane Tagliari, da Clínica Nutribioforma, em Curitiba.

O CABELO
A gordura melhora a textura do fio. "Meu cabelo ficou mais macio e brilhante depois que comecei a dieta", comemora Sheylla.

O CORAÇÃO
O betasitoesterol, em parceria com outra substância da fruta, a L-glutationa, reduz o colesterol ruim sem prejudicar o bom, segundo estudo do Centro de Nutrição Humana da Califórnia (Ucla), nos Estados Unidos. Ou seja, o abacate ajuda a emagrecer ao mesmo tempo que deixa você mais bonita e saudável.










Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Corte do cabelo da Priscila Fantin passo-a-passo

Ain't Got No / I Got Life

Nada pela metade