Rotina de 2 filhos!


Deixando de lado todo o charme a delícia que é ter dois filhos lindos dentro de casa, vou falar agora das dificuldades: dói no coração ver o Isaac "largado" por aí. Sei que minha mãe, minha irmã e meu esposo não estão negligenciando nos cuidados com ele, mas mesmo assim dói porque eu não posso cuidar daquele jeito que eu sei cuidar, e que eu sei que agrada o Isaac. Ele me dá os bracinhos e não posso pegar, ele faz gracinhas mas nem a tudo posso corresponder como gostaria e como ele deseja, pois ainda estou de "resguardo". Vejo ele despenteado, com a fralda precisando trocar, desejando um banho fora de hora... essas coisinhas que só a gente que é mãe vê e corre pra fazer, pra agradar, mas não posso fazer, daí preciso pedir alguém pra fazer. Pedir já uma coisa, né?! Não gosto de pedir, me seguro o quanto é possível pra ver como as coisas se desenrolam, só peço quando não dá mais pra esperar, sei lá: acho que se eu estou vendo a necessidade os outros também deveriam ver...

E quanto ao Samuel, é uma benção de bebê! Assim como o Isaac ele não troca o dia pela noite - glória a Deus por isso! Claro que ainda não tem nem um mês, então acorda uma ou duas vezes durante a madrugada pra mamar, mas é só. Não fica de manha. Essa noite mesmo, ele só acordou uma vez, mamou, arrotou, troquei a fralda, e ele dormiu de novo até às 07 da manhã. Uma benção de Deus! Porque nesse tempinho, poder ficar na cama é um presente!

Tenho me desdobrado pra atender às minhas 2 crias. E acho que tenho conseguido na medida do possível - pois não dou conta mesmo de fazer tudo o que eu queria, mas consigo fazer mais que o essencial. E até coloco os 2 pra dormir: após colocar o Samuel no berço, me sento ao lado do berço do Isaac e ficamos lá, de mãos dadas, carinhando os rostos um do outro até que ele adormeça. Ele gosta tanto disso que já me paga pela mão quando quer dormir, até de dia, na hora do cochilo. Bom demais, não é?! Digo que o amo um tantão e ele afirma com a cabeça.

Sobre ele com o irmãozinho, está todo carinho: toda hora chega pertinho pra beijar a cabecinha dele, e tocar de leve nas perninhas, fazendo carinho. Imita o choro, e nos chama e mostra quando ele chora. Pega sapatinhos pra calçar nele. Quer porque quer ele colocar bico na boca dele - coisa que não deixamos e ele fica irritado, mas logo passa.

Faz parte! Não é mesmo? E até dos momentos díficeis sei que vou sentir saudades daqui há algum tempo... Então tô curtindo muitos esses momentos de ser mãe. Não me esquecendo - ou ao menos tentando não me esquecer - de cuidar de mim e de curtir também meu lindo esposo. Me divido e me sameio entre esses 3 homens da minha vida!

E agradeço, agradeço, agradeço muito a Deus por tudo!
Sou uma privilegiada! Uma abençoada! Glória a Deus!


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Corte do cabelo da Priscila Fantin passo-a-passo

Ain't Got No / I Got Life

Sobre mentiras e verdades