quarta-feira, 30 de julho de 2008

Dúvida


Que fazer quando não se sabe o que?
Que dizer quando se teme o que pode ser?
Que pensar quando tudo parece embolado dentro da gente?
Como agir se tenho medo do que posso causar?
De que jeito explicar o que não se sabe direito?
Quando é o momento de dar vazão aos sentimentos dúbios?
Qual a forma de curar sem ferir?
Pra quê pensar tanto se isso não resolve?
Por quê adiar se é preciso?
Onde apontar quando o caminho é escuro?
O que sentir se por dentro tá tudo apertado e confuso?
Como explicar se nem a gente sabe direito?
Quais palavras usar?
Que tom de voz manter?
De que jeito me comportar?
Que hora?
Por que o que resolve dói mais que o problema?
Por que a gente sente mais dor quando causa dor no outro que quando o outro nos causa dor?
Por que esperamos do outro o mesmo cuidado que temos pelo outro?
Por que nem sempre o certo e bom faz bem?

Como?
Quando?
De que jeito?
Pra quê?
Que?
Onde?
Por que?
Por que?
Por que?

Nenhum comentário: