Luta




"Tantas lutas tantas dores, no deserto eu pareço estar, mas entrego meus temores, sei que em Ti Deus posso confiar!"




Entreguei os pontos, não sei mais nada de mais nada, me sentia num buraco sem fim, mas não tentei segurar nada com minhas próprias mãos, me rendi a vontade de Deus - que é soberana! Se o pior acontecesse Ele nos sustentaria... Mas o Senhor está no controle e tem me surpreendido. Quando pensava que não tinha mais jeito e que estava tudo acabado Ele nos abençoou com um final de semana maravilhoso, que só não foi completo porque não fomos à Igreja.


Nesse momento minha prioridade deve ser o cuidado com meus pequenos, e isso é uma mistura incrivelmente prazerosa e penosa, pois ao mesmo tempo que é uma delícia cuidar deles, ver cada sorriso, participar de cada descoberta e sentir o quanto de nós eles têm, é também difícil e penoso abandonar nossos projetos pessoais, como o ministério de louvor, por exemplo, que tanto nos realiza, mas que não é possível conciliar, pois temos dois filhos bebês e não tem como constantemente deixá-los aos cuidados de pessoas da família para sair ministrando em igrejas diferentes, pois eles precisam sim estar perto dos pais.


Muitos não entendem, mas não dá pra eu ficar sempre em casa com eles enquanto o Heber ministra, e nem eu ir junto e tomar conta dos dois. Isso sem falar que nas opções eu estaria parada, longe da obra, acompanhando só de olhar, sem nada fazer. Eles merecem ter também o cuidado do pai - que na correria do dia-a-dia já é tão pouco. E eu preciso da ajuda do Heber e também quero estar na obra.


O que Deus mais quer de nós nesse momento é com certeza que cuidemos de nossos filhos - que são herança do Senhor. Agrada ao coração do Pai que sejamos pais presentes na vida de nossos filhos e encontremos outras formas de louvá-lo que não seja sair por aí, pode ser dentro da nossa igreja mesmo.


Não desejo ficar parada, e nem que o Heber pare - apenas que enquanto o Isaac e Samuel são tão pequenos e dependentes de nós, alguns pontos sejam redefinidos.



Esse deserto vai passar, nossas mazelas serão tratadas pelo Senhor, e sairemos fortalecidos conforme o Seu querer. Me rendo a Ti Deus e te peço sabedoria e força. Nos direciona Senhor e nos guia a águas mais tranquilas... Sou falha, falo sem pensar, digo coisas que machucam, meto os pés pelas mãos e me atrapalho toda. Não quero mais olhar atrás! Quero ser livre! Quero educar nossos filhos e fazer Sua obra segundo a Sua vontade, e não movida apenas por momentos. Traz Teu renovo pra tudo em nossas vidas. Precisamos de Ti, sozinhos erramos demais.


Te amo Heber

Te amo Isaac

Te amo Samuel

Te amo Senhor


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Corte do cabelo da Priscila Fantin passo-a-passo

Ain't Got No / I Got Life

Sobre mentiras e verdades