Despedir


Desde que voltei pro trabalho, todos os dias, quando deixo meu filho ele está dormindo
Mas ontem e hoje ele acordou e chorou.
Chorou muito e me pediu colo.
Dói viu?
Dói mais do que as palavras podem descrever ter que deixar filho chorando pra sair.
É preciso!
Mas como é que a gente explica isso pro nosso coração em fragalhos?
Ou pra nossa garganta em nó?
Como é que se diz que daqui a pouco volta?
Sabendo que não é tão daqui a pouco assim
Já que doze horas custam tanto a passar
Quando se está longe de quem se ama e tanto quer abraçar e afagar?
E o dia longe dele com aquela última visão na cabeça passa ainda mais devagar
Sigo traçando planos e rotas de fuga dessa rotina massacrante pra nossa convivência
Tão necessário e ao mesmo tempo tão vital e dolorosa
Vou encontrar o segredo pra ter tudo o que eu quero sem precisar abrir mão de nada
Ah! Eu vou sim! Vou dosar melhor esse tanto de coisas pra ser e fazer mais feliz

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Corte do cabelo da Priscila Fantin passo-a-passo

Ain't Got No / I Got Life

Nada pela metade