Linda aos 30 Anos

Corra, amiga

Não atrás do tempo, e sim da sua saúde e bem-estar. A corrida melhora o pique, o humor, combate o stress e a depressão e faz a gente se sentir mais bonita. "Tudo graças ao aumento de substâncias como a adrenalina e a serotonina, que promovem prazer e prolongam essa sensação por algumas horas depois da atividade", explica a treinadora Fabi Pereira, da TPM – Treinamento para Mulheres, de Santos (SP). Comece caminhando e aumente o passo progressivamente até conseguir correr. Respeite sempre seus limites.

Revitalize a pele

Use o poder nutritivo do morango para hidratar e espantar o cansaço depois de um dia exaustivo (trabalho + filho que não dorme). Anote uma receita caseira, criada por Deise Gonçalves, esteticista da Vip Clinique, no Rio de Janeiro. Depois de limpar a pele, misture três morangos lavados e amassados com três gotas de óleo de semente de uva e aplique no rosto. Deixe agir por 20 minutos e remova com água.

Seduza

Aos 30, a mulher está mais bem resolvida, com a auto-estima forte. Já não precisa gastar energia em romances que vão dar em nada nem ficar presa a alguém que não ama. Domingos Oliveira, autor da peça CONFISSÕES DAS MULHERES DE 30, em cartaz no Teatro Folha, em São Paulo, é enfático: "Ter 30 anos é uma posição de abrangência estratégica: pode namorar homens de 20, 30 ou 50 sem que ninguém a chame de tarada". Casada e com filhos? Mantenha a chama acesa. Use a imaginação, proponha fantasias a dois e esbanje disposição.

Espalhe flores pela casa

Na porta de entrada ou no jardim, coloque orquídeas, lírios-da-paz ou margaridas, de preferência na cor branca, para que todos saibam que são bem-vindos. No centro da mesa, a melhor pedida é a flor amarela, como o girassol, plantada em um vaso com terra. Isso vai fortalecer a energia vital e a saúde dos moradores. "Flores vermelhas no quarto ativam o romantismo e a união", ensina Patrícia Soares da Costa, de São Paulo, especialista em feng shui. Mas atenção: se você não cuidar das plantas, elas podem ter efeito contrário e roubar a energia.

Adote a aromaterapia

O período menstrual é um sugador voraz de energia. Nesses dias, tire proveito dos óleos essenciais para revitalizar. Vale acender uma vela aromática enquanto toma banho e preparar uma mistura para massagear o abdome e as pernas. Anote a receita da aromaterapeuta Sâmia Maluf, de São Paulo: junte uma gota de óleo essencial de alecrim, outra de louro, diluídas em 1 colher (sopa) de óleo de gérmen de trigo. No auge da TPM, que atinge oito em cada dez mulheres, especialmente na faixa dos 30 anos, use óleos de sálvia e de gerânio.

Prove um suco antioxidante

Criada por um mestre de ioga hindu que, aos 70 anos, corria 10 quilômetros em 42 minutos, esta "poção mágica" à base de frutas e vegetais foi analisada pelo departamento de nutrição da USP. "A conclusão é de que ela contém boa quantidade de carboidratos, antioxidantes, vitaminas e 243 calorias", conta Wanderlei Oliveira, diretor da Federação Paulista de Atletismo. Para prepará-la, bata no liquidificador o suco de 2 laranjas e de 1 limão com 1 cenoura média, 1 beterraba média, 1 tomate, 4 fatias de gengibre, 18 folhas de hortelã, 10 gotas de própolis, 2 colheres (chá) de pólen e 2 de levedura de cerveja. Beba de manhã, em jejum, sem coar.

Administre o stress

Interprete de forma positiva as situações adversas e mantenha seu combustível energético alto. A psicóloga Ana Maria Rossi, no seu livro AUTOCONTROLE – NOVA MANEIRA DE GERENCIAR O STRESS (EDITORA BESTSELLER), aponta lições para quem se sente acuada nas horas estressantes: 1 Pergunte a si mesma: "É problema meu?" Se não for, não assuma responsabilidade por ele. 2 Se for, reflita sobre o que deve fazer para resolvê-lo. Depois, pare de se preocupar com decisões tomadas. 3 "Devo procurar ajuda?" Peça a quem possa colaborar de fato.

Encontre novos prazeres

Acredite: sua ascensão profissional também depende disso. "Uma atividade prazerosa, livre de cobrança ou stress, dá força e motivação para suportar melhor as pressões do dia-a-dia e correr atrás de suas realizações", garante a consultora de recursos humanos Camila Mariano, da Catho, em São Paulo. Opções para isso não faltam – pode ser um curso de mosaico, patchwork, até de culinária japonesa. "Independentemente do que escolher, você deve relaxar e criar oportunidade de se relacionar com pessoas e ambientes diferentes", diz a especialista.

Fonte: Revista Claúdia

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Corte do cabelo da Priscila Fantin passo-a-passo

Ain't Got No / I Got Life

Sobre mentiras e verdades