Época de eleição


O governo resolveu passar umas propagandas de conscientização sobre a importância do voto que são necessárias - a bem da verdade tem umas muito sem pé nem cabeça, mas acho que vale a intenção: passar, repetir e tornar a repetir, que voto não se vende e que deve ser pensado com carinho e critério. Pois serão 4 anos de "reinado" para os eleitos.

Então, os meus parabéns pra quem teve tal iniciativa.

Seja a do cometinha, da espera para atravessar alinha de trem, a da mulher que anda em círculos, do caro que tem uma abelha dentro do ouvido, do sentimental que chora com musiquinha de celular ou a do carinha que fica sapateando, vale pra reforçar na cabeça do povo que voto é coisa séria. Já é um começo, né?

Porque dureza é escutar propaganda eleitoral: tem candidato que nem ele mesmo sabe a que veio e fica falando baboseira, tem uns tipos que são malucos e acham que tudo se resolve com pancadaria, tem outro que acha que rico tem culpa só porque é rico - e que por isso deveria pagar a conta, tem candidato que nem fala direito, e pior, um monte dizendo mentiras.

Difícil coisa é votar!

Saiu na veja dessa semana que muitos candidatos além de ter processos por improbidade administrativa e corrupção são acusados de assassinatos e tráfico. e fica por isso mesmo...

Devia vir junto com o número de cada um, o CPF pra gente consultar no judiciário quem é quem, sabe? Mas isso não pode, né? Mas devia poder. Aliás, não deveria nem ser candidato quem tem ficha suja na polícia. Não acham?

Nos resta consultar o quanto nos é permitido, lançar mão da imprensa e até da nossa intuição pra votar bem. E que seja o que Deus quiser!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Corte do cabelo da Priscila Fantin passo-a-passo

Ain't Got No / I Got Life

Nada pela metade