Coração de mãe

 
 
Quem disse que pra conversar com mãe tem que aprender a falar?
Não tem não! Basta qualquer som emitir
Palavras balbuciar ou mesmo só gritar
Te entendo meu pequeno e esteja seu humor como estiver
Fico a sorrir ao te escutar e corro pra onde é que possa estar
Os sons que seus tão formosos lábios emitem são determinados
Têm a firmeza e a decisão que poucos adultos conseguem empreender
Não vacila nem se intimida facilmente e pra cada situação tem um tom
Compreendo se estás triste por não me ver por perto
Se satisfeito e querendo conversar após longas horas de sono
Percebo sua inquietação, fome, desejo de brincar
Sua vontade de dormir ou simplesmente de se levantar
Sei quando é que a chupeta se perdeu se sua boca rosada
Ou quando o que queres é um banho morno tomar
Te atendo de imediato e você corresponde a cada carinho
Dá sorrisos ainda mais empolgados e brinca de esconde-esconde
Passa os dedos macios e roliços pelo meu rosto e brinca de agarrar meu cabelo
Me faz sentir a plenitude da maternidade, sorrir e me emocionar
Quase chorar de alegria e contentamento por sermos tão ligados
Nosso olhar também sorri e põem-se mais a brilhar
Brilho vivo e esperto de olhos grandes e cativantes - nossa semelhança! 
Ser sua mãe Samuel me fez entender mais um pedaço de mim
Um pedaço que se expande pra caber tanto amor, carinho e dedicação
É por isso que dizem que coração de mãe sempre cabe mais um
Não sabia que podia amar, querer tanto me doar
E de maneira tão indivual dois seres que são de mim continuidade
Amor de mãe não se divide, se multiplica e, exponensialmente existe: por você!
 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Corte do cabelo da Priscila Fantin passo-a-passo

Ain't Got No / I Got Life

Sobre mentiras e verdades