domingo, 30 de novembro de 2008

Remédios e saudade


Como suspeitava, estou mesmo com faringite. E pra não ficar só nesse ite, vários outros: rinite, sinusite... Estou tomando anti alérgicos e antibióticos, além é claro de muito muito líquido.

E a saudade de escrever, de ter tempo e disposição pra me dedicar a algo que me sai tão naturalmente é grande.

Os meninos estão com seus cochilos diurnos desencontrando, assim quase não dá pra escrever. E à noite, me falta disposição, apesar da vontade, pois esses vírus, bactérias e remédios me deixam com o corpo ruim, com mal estar e um pouco de lombeira.

Mas aos poucos estou de volta: tentando aprender com cada situação, e passando nessas linhas o que conseguir e achar que sirva pra mais um aprender.

sexta-feira, 28 de novembro de 2008

Faringite


Nesse mês as temperaturas ocilaram muito nessa capital mineira. Meus filhotes não aguentaram o tranco e acabaram resfriados. Como uma coisa leva a outra, o menor ficou com o peito cheio, com dificuldades pra respirar, teve febre, e por fim uma faringite. Já estivemos no médico 3 vezes nas 2 últimas semanas. Como é praticamente impossível evitar o contato dele comigo e com o mais velho, estamos também adoentados. Coisa mais ruim do mundo! Estou a dias sem dormir direito, e me desdobrando em cuidados para que eles se alimentem, e agora, preciso também cuidar de mim. Desde a última 6ª feira estou rouca, tossindo e com congestão nasal. Inclusive nosso primeiro ensaio em estúdio após o retorno da banda foi um fiásco, devido a minha voz estar muito prejudicada e eu estar respirando pela boca.

Desde ontem, estou com dores terríveis no pescoço, ouvido e garganta. Acho que também fui atingida pela faringite. Justo agora, que os pequenos começaram a melhorar estou eu nessa situação.

Pra esclarecer, faringite é uma inflamação da faringe, que é localizada entre amígdalas e laringe - que é onde se forma a voz. Faringite é outro nome dado para a dor de garganta. Pode ser provocada por vírus, que acaba por si só depois de 5 ou 7 dias, ou por bactérias, que deve ser tratada por antibióticos. Existe ainda a faringite crônica, que dura períodos mais longos, e ocorre quando um infecção respiratória ou sinusite se espalha para a garganta. Faringite deve ser tratada, pois pode ser sintoma de uma simples gripe ou resfriado, ou uma coisa mais grave, como mononucleose ou a escarlatina (não vou falar desses aí, pois espero que meu caso seja o mais simples).
Tomar muito muito líquido é importantíssimo, já que alimentos mais consistentes são difíceis de ingerir.

Agora, vou ao médico pra me esclarecer e me tratar, pois não quero que meus filhos peguem de novo nenhum vírus. Chega de passar mal!

quinta-feira, 27 de novembro de 2008

Sem limites!


Como se não bastasse todo o sofrimento das vítimas das fortes e contínuas chuvas em Santa Catarina, a quantidade de mortos, desabrigados, desaparecidos e em situação de risco, existem os "espertinhos" que estão se aproveitando da situação para saquear lojas e residências.

É pra ficar chocado, não é? Não tem limites para a maldade? Não tem limites para tirar proveito?

Enquanto muitos se mobilizam para ajudar, com orações, doações, trabalho voluntário e diversas manifestações de solidariedade, sempre existem esses que só pensam em levar vantagem.

As pessoas em situação de risco, além de todos os medos que sofrem, agora tem também, medo de deixar suas casas, mesmo que ameaçadas de queda e desabamento, porque sabem que assim viram alvo fácil de assaltantes e vândalos.

Sabemos que o mais importante é salvar vidas, mas não somos hipócritas a ponto de pensar que a casa, os móveis, as roupas, os álbuns de família, os enfeites da estante e tudo o mais que essas pessoas acumularam durante toda sua existência não têm importância para elas. Tem sim, e muita. Em alguns casos, porque são tudo o que têm mesmo, e em outros pelo valor sentimental, intríseco e pelas lembranças que carregam.

Que bom seria se não existissem no mundo pessoas tão desumanas, individualistas e que só pensam em tirar vantagem, não importando com o sofrimento que as pessoas já estão passando por outras razões mais fortes, e contra as quais não existe remédio, pois foram provocados pela natureza. É quase como diz o ditado: "Chutar cachorro morto!".

Que bom seria se ao menos nessas situações pudessemos ver o verdadeiro amor ao próximo existindo, muito além de palavras, com ações. Parabéns a todos que se solidarizam e ajudam nessa situação específica e, principalmente, se é o que você costuma fazer no seu dia-a-dia. Agindo como um cidadão, como um Cristão, como um ser que consegue olhar para além de suas próprias necessidades, e que fica feliz em ajudar, sabendo que dar é melhor que receber.

Peço ao Senhor que perdoe essas pessoas que estão, de maneira tão infeliz, roubando e fazendo doer ainda mais nessas pessoas que tiveram suas vidas transformadas, de uma hora pra outra, e que terão de começar tudo do zero.

E peço, também, que a chuva dê uma trégua, para que as buscas sejam facilitadas, que o abastecimento de itens básicos, como água, alimentos, remédios, roupas e energia sejam normalizados, e que aos sobreviventes dê força para recomeçar e ir adiante. Que sejam consolados pela perda de seus bens e, principalmente, pela dor da perda de entes queridos.


Indico a leitura de texto que postei ontem, e que, com certeza, mexerá com você, e tomara, te alerte para a necessidade de conhecer Jesus Cristo. Ou se já O conhece, de ter um relacionamento verdadeiro com Ele.



segunda-feira, 24 de novembro de 2008

Noites mal dormidas


Tenho dormido tão mal esses últimos dias!
Meu corpo está cansado, minhas costas doloridas, meu pescoço rijo, minhas olheiras negras. Coisa tão ruim de se passar, é falta de dormir, ainda pior, quando o motivo é nossos filhos estarem doentinhos.
Eles acordam a todo momento, ficam mais carentes e mesmo quando eles dormem, nós ficamos com o sono leve demais, e toda hora, levantamos pra verificar a temperatura, a respiração e se estão agasalhados. Sem falar dos remédios, seus horários e efeitos colaterais...
Mãe, realmente, abdica muito de sua existência pra cuidar dos filhos. E só ficamos bem quando eles também estão.
Deus, obrigada pelo privilégio de ser mãe! Dá-me força e sabedoria para ser uma boa mãe. Renova minhas energias para passar por esses períodos difíceis e continua me ajudando a cuidar deles.

Sobre a mentira


Dizem por aí que é impossível viver sem uma mentirinha, que é comum, e que existem até mesmo mentiras necessárias.

Eu sou contra esse movimento. Sou contra essa incoenrência na qual caminha a humanidade. Não acho que seja necessário mentir, talvez valha apenas a omissão de verdades absolutas (não preciso dizer pra uma pessoa muito dodoizinha que achei o vestido dela horrível, basta nem me manifestar, mas tem gente que é capaz de mentir dizendo que estava maravilhoso), mas sem distorcê-la ou alterá-la e, detesto que mintam pra mim, que subestimem minha inteligência ou, simplesmente, mintam com a desculpa de estarem se protejendo, ou pior, me protejendo da verdade.

Verdade é verdade e, sempre, mais cedo ou mais tarde, aparece. E quando isto acontece, fico muito brava. Muito mesmo! Pois sinto apenas ter adiado uma atitude ou solução, uma agressão a minha verdade. Sou bem transparente, e num mundo repleto de mentirosos, cada dia mais, me espanto com a capacidade de serem falsas tantas pessoas a minha volta.

Deixo aqui meu protesto: Abaixo a mentira!

sábado, 22 de novembro de 2008

22 de Novembro - Dia do Músico


Aos que nos emocionam e são responsáveis por colocar em nossas vidas um pouco de arte e muita vida: PARABÉNS!

Não consigo imaginar como seria a vida sem música, sem essa coisa que quando ouvimos bate tão fundo que acompanha as batidas do nosso coração, e quando nos damos conta já estamos sacolejando o corpo, batendo os pés, ou completamente tomados por uma dança quase impossível de ser contida.

E a alegria que nós dão? E as lembranças que revivemos? E os lugares aos quais viajamos sem sair do lugar?

Aos músicos e aos que, assim como eu, procuram formas de se aproximar da musicalidade, o meu aplauso.

Prossigam, apesar das dificuldades, deixando fluir o que vocês fazem de melhor - emocionar.

Exigências da vida Moderna - Haja tempo!!‏


Esse texto é do Luís Fernando Veríssimo, que eu admiro muito, e diz muita coisa sobre as coisas que dizem que temos de fazer e de como é que conseguiremos fazer tanta coisa...



Exigências da vida moderna (quem agüenta tudo isso??)
Dizem que todos os dias você deve comer uma maçã por causa do ferro.
E uma banana pelo potássio.
E também uma laranja pela vitamina C.

Uma xícara de chá verde sem açúcar para prevenir a diabetes.
Todos os dias deve-se tomar ao menos dois litros de água.
E uriná-los, o que consome o dobro do tempo.
Todos os dias deve-se tomar um Yakult pelos lactobacilos (que ninguém sabe bem o que é, mas que aos bilhões, ajudam a digestão).

Cada dia uma Aspirina, previne infarto.
Uma taça de vinho tinto também.
Uma de vinho branco estabiliza o sistema nervoso.
Um copo de cerveja, para... não lembro bem para o que, mas faz bem.
O benefício adicional é que se você tomar tudo isso ao mesmo tempo e tiver um derrame, nem vai perceber.

Todos os dias deve-se comer fibra.
Muita, muitíssima fibra.
Fibra suficiente para fazer um pulôver.
Você deve fazer entre quatro e seis refeições leves diariamente.
E nunca se esqueça de mastigar pelo menos cem vezes cada garfada.
Só para comer, serão cerca de cinco horas do dia.

E não esqueça de escovar os dentes depois de comer.
Ou seja, você tem que escovar os dentes depois da maçã, da banana, da laranja, das seis refeições e enquanto tiver dentes, passar fio dental, massagear a gengiva, escovar a língua e bochechar com Plax.
Melhor, inclusive, ampliar o banheiro e aproveitar para colocar um equipamento de som, porque entre a água, a fibra e os dentes, você vai passar ali várias horas por dia.

Há que se dormir oito horas por noite e trabalhar outras oito por dia, mais as cinco comendo são vinte e uma.
Sobram três, desde que você não pegue trânsito.

As estatísticas comprovam que assistimos três horas de TV por dia.
Menos você, porque todos os dias você vai caminhar ao menos meia hora (por experiência própria, após quinze minutos dê meia volta e comece a voltar, ou a meia hora vira uma).

E você deve cuidar das amizades, porque são como uma planta: devem ser regadas diariamente, o que me faz pensar em quem vai cuidar delas quando eu estiver viajando.

Deve-se estar bem informado também, lendo dois ou três jornais por dia para comparar as informações.

Ah! E o sexo.
Todos os dias, tomando o cuidado de não se cair na rotina.
Há que ser criativo, inovador para renovar a sedução.
Isso leva tempo e nem estou falando de sexo tântrico.

Também precisa sobrar tempo para varrer, passar, lavar roupa, pratos e espero que você não tenha um bichinho de estimação.

Na minha conta são 29 horas por dia.

A única solução que me ocorre é fazer várias dessas coisas ao mesmo tempo!!!

Tomar banho frio com a boca aberta, assim você toma água e escova os dentes.
Chame os amigos e seus pais.
Beba o vinho, coma a maçã e dê a banana na boca da sua mulher.

Ainda bem que somos crescidinhos, senão ainda teria um Danoninho se sobrarem 5 minutos, uma colherada de leite de magnésio.

Agora tenho que ir.

É o meio do dia, e depois da cerveja, do vinho e da maçã, tenho que ir ao banheiro.

E já que vou, levo um jornal...

Tchau....


Se sobrar um tempinho, me manda um e-mail.

sexta-feira, 21 de novembro de 2008

Sobre a catapora


Muitas coisas mudam quando nos abrimos para conhecer, aprender mesmo sobre diversos assuntos. Um desses temas que me intrigou foi a atenção dada a catapora quando eu era criança e nos dias de hoje.

Quando eu tinha uns 8 anos peguei catapora. Não sei ao certo quem foi o primeiro a se infectar, mas o fato é que a maioria dos meus primos estavam infectados, e meu irmão também. A única recomendação feita era não coçar as feridas que se espalhavam e se multiplicavam pela pele de todo o corpo, tomar um remédio se tivesse febre e tomar vários banhos com permanganato, que eu adorava, pois dava uma aliviada na coceira e é todo colorido, o que tornava o banho mais divertido. Fora isso, ninguém se preocupava com a preservação da saúde de quem não estava infectado, pelo contrário, diziam que seria bom pegar de uma vez todas as crianças, que assim passava todo mundo junto, de uma só vez, por essa situação, que não tinha nenhuma consequência grave.

Engano de nossas mães! Faltou informação adequada a outras milhares de pessoas. Hoje sei que catapora é uma doença grave, sim. Que a forma mais amena, a que tive - graças a Deus! - realmente se apresenta apenas por lesões na pele, mas que essas, quando coçadas, são porta de entrada para bactérias, que podem atingir o tecido subcutâneo, inflamando-o, que pode levar a pneumonite (infecção viral), pneumonia (bacteriana), meningite asséptica (viral), lesões oculares e até mesmo infecções generalizadas como síndrome do choque tóxico e sepse, que evoluem com rapidez e podem causar falência dos órgãos e morte. A vantagem de se ter enquanto criança é somente a de prevenir se infectar na idade adulta, pois quando adultos essas complicações mais graves ocorrem em número maior.

Outro fato importante de citar é que quando eu era criança esses casos graves eram raros, e que hoje são bem mais frequentes. A vacina oferece de 70% a 90% de proteção, mas não está entre as que são gratuitas. A forma de evitar complicações é evitar que a criança se coce, dando vários banhos e lavando frequentemente as mãos. Quando é leve, dura entre 7 e 10 dias.

Vivendo e aprendendo! Precisamos nos informar melhor para proteger nossas crianças, ir na onda de todos os conselhos dados por nossas avós nem sempre é saudável.

Mães aderem ao banho de balde para recém-nascidos

Vi essa matéria e achei muito interessante, para as mães de plantão, vale a dica. E deixando aqui minha opinião, criança se acalma mesmo após um banho de imersão: dorme com mais facilidade e ainda se diverte. O único problema é a hora de sair do balde - tem que driblar aquela choradeira e os resmungos pedindo pra ficar mais, principalmente, as maiores, como o meu mais velho, que tem 1 ano e 10 meses, e adora água.

Banho de balde não é nenhuma novidade -muitas mães costumam apelar a ele para fazer a higiene de crianças pequenas durante viagens e nos dias de muito calor, na ausência de piscina. Mas o uso diário do acessório, como substituto definitivo da banheira e com bebês que mal saíram da maternidade, está começando a conquistar adeptos em famílias ainda mais criativas.

A atriz Talitha Pereira, 25, mãe de Lis, de um mês e meio, achou graça quando se viu diante da foto de um bebê dentro do balde enquanto navegava na internet. "Mas depois assisti à palestra de um pediatra que ensinava a usá-lo e vi que o bebê se sente mais confortável ali. Me convenci de que é a melhor maneira de dar banho", afirma. Segundo ela, no quinto dia de vida a pequena Lis já dava pulinhos durante o banho, o que lhe garantiu o apelido de "bailarina de balde".

Estripulias à parte, o que está atraindo as mães para o acessório é a promessa de um bebê mais tranqüilo, propagada em sites de relacionamento e listas de discussão na internet. "À noite, dou o banho e ela dorme durante horas", confirma.

Embora não haja pesquisas que comprovem esse benefício, a neonatologista Miriam Rika, do hospital e maternidade São Luiz, diz que os médicos observam uma boa resposta ao banho de imersão na UTI pediátrica, onde foi instituído há cerca de seis anos. "Existem várias hipóteses: pode ser devido à posição em que o bebê fica ou pelo fato de estar submerso do pescoço para baixo."

Intra-uterino

Para o obstetra Antonio Júlio Barbosa, do hospital e maternidade Santa Catarina, a principal vantagem desse tipo de banho em relação ao de banheira é que o bebê "se molda" ao acessório. "Ele tem mais contato com a água, o que mimetiza o meio intra-uterino, que é o que se deseja quando o bebê acabou de nascer", afirma.

O neonatologista Carlos Eduardo Corrêa, que apresentou a "técnica" a Talitha Pereira, indica o balde para o banho da maternidade e para os primeiros dias de vida do bebê.

"Acho que fica mais fácil para os pais segurarem, e a criança chora menos. Faço o banho com o bebê enrolado em um pano, na água quente", diz.

O médico afirma que, por volta dos sete meses, quando a criança começa a querer ficar em pé, o balde é mais seguro do que a banheira.

Embora bebês pequenos como Lis consigam ficar sem apoio no balde por um tempo, o ideal é suspendê-los com as mãos pela região axilar.

No YouTube, há vídeos que mostram os pais segurando seus filhos pelo pescoço. De tão relaxados, alguns pegam no sono ali mesmo.
Fonte: Folha de São Paulo

terça-feira, 18 de novembro de 2008

A formiguinha e a Cigarra (Nova versão)


Recebi essa mensagem, da qual não conheço a autoria, mas a moral da história reflete exatamente o que acredito. Leiam, e depois me ajudem a comentar.

"Era uma vez, uma formiguinha e uma cigarra muito amigas.

Durante todo o outono, a formiguinha trabalhou sem parar, armazenando comida para o período de inverno. Não aproveitou nada do sol, da brisa suave do fim da tarde e nem do bate papo com os amigos ao final do trabalho tomando uma cervejinha. Seu nome era "trabalho" e seu sobrenome "sempre".

Enquanto isso, a cigarra só queria saber de cantar nas rodas de amigos e nos bares da cidade; não desperdiçou um minuto sequer, cantou durante todo o outono, dançou, aproveitou o sol, curtiu para valer sem se preocupar com o inverno que estava por vir.

Então, passados alguns dias, começou a esfriar. Era o inverno que estava começando. A formiguinha, exausta de tanto trabalhar, entrou para a sua singela e aconchegante toca repleta de comida.

Mas alguém chamava por seu nome do lado de fora da toca. Quando abriu a porta para ver quem era, ficou surpresa com o que viu: sua amiga cigarra estava dentro de uma Ferrari com um aconchegante casaco de vison.

E a cigarra disse para a formiguinha:

- Olá, amiga, vou passar o inverno em Paris. Será que você poderia cuidar da minha toca?

E a formiguinha respondeu:

- Claro, sem problemas ! Mas o que lhe aconteceu ? Como você conseguiu dinheiro para ir a Paris e comprar esta Ferrari ?

E a cigarra respondeu:

- Imagine você que eu estava cantando em um bar na semana passada e um produtor gostou da minha voz. Fechei um contrato de seis meses para fazer shows em Paris... A propósito, a amiga deseja algo de lá?

- Desejo sim. Se você encontrar o La Fontaine (autor da fábula original) por lá, manda ele ir para a puta que pariu!!!


Moral da História: "Aproveite sua vida, saiba dosar trabalho e lazer, pois trabalho em demasia só traz benefício em fábulas do La Fontaine e ao seu patrão."Trabalhe, mas curta a sua vida. Ela é única!!"


Eu fui criada escutando essa historinha na versão antiga, aquela que diz que você tem de se matar de tanto trabalhar, juntar tudo para um dia mal (que com certeza vai chegar), e se você não se preparar vai ter que pedir ajuda a quem se preparou.

Considero o trabalho muito importante, talvez, uma das coisas mais importantes da nossa vida, que ele deve servir para nos manter e para alcançarmos os bens materiais de que precisamos e que desejamos, além de nos trazer certa dignidade, pois quem não trabalha não é bem visto pelos demais, mas não acredito nessa história de se matar de trabalhar por anos a fio, sem aproveitar a vida, só para ter uma reserva num dia ruim. Acredito inclusive que dias ruins sempre chegam para quem os fica esperando, trabalhando em prol dele. Pois trabalham tanto, se estressam, colocam as necessidades do seu empregador à frente de suas próprias, deixam de curtir seus filhos e cônjuges, não têm lazer, não se alimentam corretamente, não se exercitam, não tiram férias, estão sempre fazendo hora-extra, trabalhando nos finais de semana, levando trabalho para casa, que quando se assustarem, estarão enfartando ou velhos demais para conseguir fazer qualquer coisa, e aí, estarão sozinhos, mau humorados, rabugentos, e tendo à sua volta somente o que juntaram, e terão de gastar mesmo, pra cuidar de si, pra pagar médicos, pra comprar companhia, comprar companhia, etc.

Acredito ser necessário dosar trabalho e prazer, que devemos nos empenhar em trabalhar com o que gostamos, tornando nosso dia o menos massante possível, chegando a ter prazer em sair do aconchego do nosso lar para ir trabalhar. Que no trabalho nossas relações não podem ser de inimigos, por mais que divergências existam, elas devem ser tratadas como possibilidades de crescimento e melhoria, e não motivos pra brigas e picuinhas. E quando sairmos de lá, devemos tentar deixar os problemas de lá, lá. Que devemos sim poupar, mas não em demasia, porque o dia de hoje ainda é mais importante que o amanhã, pois o amanhã não nos pertence.

Acredito que trabalho tem de ter hora pra acabar sim. E quando chegarmos em casa estejamos cheios de amor pra dar, com vontade de dançar até se cansar em uma festa, de saborear aquele prato que só nossa mãe sabe preparar. De nos deixar abraçar por nossos filhos sem adiar afagos e brincadeiras. De tirar férias todo ano. De ter um tempinho só nosso, pra refletir, mudar de direção ou, simplesmente, pra escutar nosso coração bater. Aliás, a quanto tempo você não escuta as batidas do seu coração? E as batidas do coração de seu amor?

Pense nisso! O que é mais importante? Viver pra trabalhar? Ou trabalhar pra viver?

Trabalhos vêm e vão, e a vida? A vida é uma só! Você só tem essa oportunidade para ser feliz e fazer outros felizes. Não dá pra passar a limpo esse rascunho mal escrito por culpa da correria e da má priorização.

Então mude! Mude enquanto é tempo! Enquanto você tem tempo!

segunda-feira, 17 de novembro de 2008

Sobre a sabedoria


"A sabedoria torna bons os homens. A simulação da sabedoria torna-os péssimos."

(Juan Luis Vives)


Já passou por alguma situação em que todos a sua volta queriam te dar conselhos e, principalmente, decidir por você, dizendo ter certeza do que deveria ou não ser feito e como?

É terrível como alguns dos mais próximos da gente acham que são tão sábios, que conhecem tanto da vida, que realmente acreditam que o que eles acham que é o melhor é realmente o melhor. Pior, muitas vezes, nem a vida deles anda certa, nem mesmo eles são felizes usando dessa tal sabedoria que dizem ser dotados, mas se metem a dizer de que jeito devemos conduzir nossos esforços e de que maneira devemos viver para sermos felizes.

Quem sabe o que é felicidade pra mim sou eu! E pra mim ser feliz não é alcançar algo que tanto espero, isso pode até me dar muita alegria momentânea, mas passada a euforia, se acaba. Felicidade pra mim é perseguir meus alvos sem me sacrificar demais, tendo prazer na caminhada, estando junto dos que me amam, me alimentando bem, me divertindo e tornando a dura rotina de cada dia menos massante e mais leve. Fazendo cada vez mais coisas de que eu gosto, trabalhando pra viver e vivendo um dia de cada vez, sem valorizar mais o futuro que o agora, porque o que eu tenho mesmo é o hoje, e o amanhã, já entreguei ao Senhor. É Ele quem me conduz, e somente Ele sabe do meu futuro.

Quem sabe como viver feliz também sou eu e, muitas vezes, posso errar, tentando acertar, mas aprendendo a viver da forma que me satisfaz. À minha maneira. Sem me preocupar demais, porque tudo entreguei ao Senhor, e n´Ele todas as coisas são possíveis. E em Sua palavra Ele diz que nos dará o pão nosso de cada dia, então, pra que viver do pão de amanhã?

Isso pode incomodar aqueles que seguem fórmulas rígidas demais, que tornam suas vidas tão sacrificantes em prol de um bem material que nem sabem se terão saúde pra aproveitar. Que fazem do seu dia-a-dia apenas um caminho, não se importam em ter qualquer prazer hoje, pois concentram toda sua esperança num dia que vai chegar, no momento em que vão comprar o carro tal, e aí sim, serão felizes, não importando que para isso tenham passado a vida inteira se alimentando mal, se privando de toda diversão, deixando de comprar uma roupa ou mesmo uma comida melhor porque tudo tem de ser com esforço, tem de viver sempre apertado, porque o que importa é juntar o vil metal.

Peço a Deus que dê a essas pessoas a chance de aprenderem em tempo de mudarem. Porque muitos só mudam, só se conscientizam de que a vida aqui é passageira tarde demais. Muitos quando estão em leito de morte é que se arrependem do quanto foram duros com seus filhos, de como não se divertiu com eles, como não os disse que os amava, de como juntou juntou e só nessa hora se lembrou de que caixão não tem gaveta, e que daqui a gente não leva nada material, de como foi insensível à necessidade dos outros enquanto apenas julgava suas ações por suas medidas tão cruéis.

Peço a Deus, também, que dê a essas pessoas a capacidade de adquirir o que tanto desejam pra que parem de sentir inveja de quem já chegou lá. Pra que se importem menos com a vida alheia, e quem sabe, até sejam capazes de amar ao próximo como a si mesmo, algo tão raro de encontrar, pois fácil mesmo é apontar defeitos e derrotas, dizer como deve fazer, difícil é encontrar quem se alegra com os que cantam, quem chora com os que choram. Acham-se melhor que os outros, mais sábios, superiores e que não precisam compartilhar nada - uma pena! Porque uma das coisas que mais traz felicidade genuína, e que não passa, é o compartilhar - sem medos, sem reservas, dando e recebendo amor, suporte, orações, se alegrando junto e chorando junto, quando necessário.

Se você é sábio sobre seus próprios olhos: cuidado! Quem é realmente sábio o é pelos olhos dos outros, e se torna uma pessoa melhor, um homem bom. Quem é sábio apenas sob seu próprio conceito se torna cada dia pior para os que convivem com ele, e principalmente, para si mesmo.


"O temor do Senhor é o princípio da sabedoria." Provérbios 9:10

domingo, 16 de novembro de 2008

Eu sou livre - PG


A PORTA FOI ABERTA E POR ELA EU JÁ PASSEI
A PRISÃO QUE ERA CERTA, DELA EU ME LIBERTEI
POR ISSO VOÔ BEM MAIS ALTO
TENHO A VISÃO DE DEUS
O MEU PREÇO JÁ FOI PAGO PELO SANGUE DO CORDEIRO DE DEUS
EU SOU LIVRE
E SUBIREI ATÉ O CÉU
EU SOU LIVRE
E TENHO O DEUS QUE É FIEL
EU SOU LIVRE
E SUBIREI ATÉ O CÉU
EU SOU LIVRE
NÃO TEMEREI, DEUS É FIEL
HOJE VIVO NO ESPÍRITO
POR ISSO TENHO LIBERDADE
DO PASSADO EU NÃO ME LEMBRO
POIS NÃO ESTOU MAIS NO PECADO
VIVO UMA NOVA VIDA
SOU UMA NOVA CRIATURA
O MEU PREÇO JÁ FOI PAGO
EM CRISTO EU VOÔ
BEM MAIS ALTO

sexta-feira, 14 de novembro de 2008

Cartazes de protesto mostram genitália feminina

Trinta outdoors espalhados pelas ruas de Belo Horizonte desde quarta-feira estão dando o que falar. Em cada um deles está estampado uma genitália feminina, parcialmente coberta pelas mãos de uma mulher casada e com unhas pintadas de vermelho. Ao lado da imagem, um vidro de esmalte e o anúncio: "base para unhas fracas". Mas ao contrário do que parece, o cartaz não quer vender nenhum produto. A imagem faz parte do trabalho artístico do pintor carioca Alexandre Vogler, em exposição nos muros da capital e na galeria de arte Carminha Macedo, que também tem o nome estampado nos cartazes. "Esse trabalho é uma crítica ao uso da mulher na publicidade. Hoje a mulher é usada de maneira fetichizada e apelativa para vender qualquer tipo de produto, desde biscoito até carro importado.

Quero que as pessoas reflitam sobre o uso abusivo da mulher em campanhas publicitárias, sempre camufladas", disse o artista. Sobre a polêmica que está causando na cidade, Vogler diz que não considera seu trabalho imoral ou agressivo. "Muitas atitudes realizadas pelo poder público são muito mais chocantes, imorais e até ilegais que a minha arte. Considero sim que o cartaz seja um pouco transgressor, mas coloca as pessoas para pensar", disse. Dois vídeos sobre a idéia da superexploração da mulher podem ser vistos na galeria. A exposição funcionará até 13 de dezembro, na rua Bernardo Guimarães, 1.200, bairro Funcionários.

Fonte: Jornal o Tempo

Dia Mundial do Diabetes


Monumentos serão iluminados de azul - Acima Praça 7 em BH

Em todo o mundo, estima-se que haja 246 milhões de pessoas com diabetes. Até 2025, esse número deve chegar a 380 milhões, segundo a Federação Internacional de Diabetes (IDF, em inglês), entidade vinculada à Organização Mundial da Saúde (OMS).

Para chamar atenção da população para o combate à doença, nesta sexta-feira, Dia Mundial do Diabetes, mais de 800 monumentos ou prédios em todo o mundo serão iluminados, especialmente com a cor azul. É o caso do Sydney Opera House, na Austrália, e do London Eye, em Londres.

No Brasil, pelo menos 50 locais vão contar com a iluminação, como o Elevador Lacerda, na Bahia, o Maracanã e o Cristo Redentor, no Rio de Janeiro, e o Masp, em São Paulo.

O símbolo global do diabetes é o círculo azul, desenvolvido como parte da campanha mundial de conscientização "Unidos pelo Diabetes" em 2007. O círculo simboliza a vida e a saúde; o azul reflete o céu que une todas as nações.

Prevalência

Até 2025, o Brasil deverá passar do oitavo para o quarto lugar no ranking mundial de pessoas maiores de 18 anos com diabetes, segundo o Ministério da Saúde. O número de brasileiros nessa faixa etária que vivem com a doença chegará a 17,6 milhões - quase 2,5 vezes mais que os atuais 7,3 milhões de adultos. O aumento significa cerca de 650 mil novos casos por ano.

"Outra questão preocupante é o fato de que para cada indivíduo diagnosticado diabético existe outro que é portador da doença sem saber", explica o médico João Regis Carneiro, membro da Sociedade Brasileira de Diabetes.

O diabetes tipo 1, típico da infância e adolescência, está crescendo mundialmente, segundo o IDF, cerca de 3% ao ano nessa faixa de idade, notadamente na fase pré-escolar. No Brasil, não há estatísticas sobre esse tipo de diabetes, mas estima-se que o número esteja em torno de 600 mil portadores.

Pré-diabetes

Há pessoas que não são diagnosticadas como diabéticos, mas têm índices de glicemia (glicose no sangue) fora da normalidade (glicemia de jejum maior que 100 e menor que 126 mg/dl). Esses indivíduos teriam maior potencial para se tornarem diabéticos. "O número de pessoas portadores de pré-diabetes seria equivalente ao de diabéticos", diz Carneiro.

Sinais de alerta

Muitas pessoas têm diabetes e não sabem por que não apresentam nenhum sintoma. Isso é freqüente no tipo de diabetes que aparece no adulto (tipo 2).

Veja alguns fatores de risco para desenvolver a doença:

- ter parentes (pais, irmãos, tios etc) com diabetes;

- ter excesso de peso (especialmente abdominal);

- ter vida sedentária;

- ter mais de 40 anos;

- ter pressão alta e taxas de colesterol e triglicerídeos elevados;

- fazer uso de medicamentos diabetogênicos (que pode levar ao diabetes, como corticóides e anticoncepcionais, entre outros);

- no caso das mulheres, ter tido filhos pesando mais de 4kg, abortos ou filhos nascidos mortos.

Estudos mais recentes têm mostrado que a síndrome da apnéia do sono e a esteatose hepática (infiltração gordurosa do fígado) também podem ser considerados fatores de risco.

"Idade e herança genética são fatores de risco que não podemos controlar, por isso é importante investir no que é possível evitar, como o fumo, o sedentarismo e o excesso de peso", enfatiza o cardiologista Silvio Reggi, da Universidade Federal de São Paulo.

Mais informações sobre a doença e as comemorações do Dia Mundial do Diabetes podem ser encontradas no endereço http://www.diamundialdodiabetes.org.br/.



Fonte: Uol

quinta-feira, 13 de novembro de 2008

Conselho bom!


Nunca andes pelo caminho traçado, pois ele conduz somente onde outros já foram.

(Graham Bell)


Vi essa frase e achei nela um excelente conselho. Mas dizem que conselho, se fosse bom, seria vendido, não é mesmo? Mas acompanhe meu pensamento sobre o que disse Graham Bell, talvez te possa ser um conselho bom.

Já viu quantos incontáveis livros de auto ajuda, de receitas prontas, de como sair das dívidas, como emagrecer, como isso e como aquilo existem? Já viu que a mesma receita não vale pra todo mundo? Já viu que tem gente que jura de pé junto que tal coisa é boa, vai um fulano e segue a dica à risca e se estrepa, ou no máximo, na melhor das hipóteses, consegue ser como a pessoa que deu a ideia.

Inovar! Sim, inovar é preciso! Inovar na maneira de ver e, principalmente, de viver a vida. Chega de seguir por caminhos pré estabelecidos e que deram certo pra Sicrano e tal. Vamos fazer nosso próprio caminho, pensar nossas próprias ideias, chega de rodar e não sair do lugar, de viver à sombra de alguém que consideramos bom, de buscar caminhos que já existem, de gastar nossa finita energia pra criar coisas que já foram criadas, de investir nosso tempo e dinheiro em ideias que já foram concebidas, em invenções que já funcionam por aí. Isso é pouco! Talvez bom o suficiente pra quem é acomodado e conformado em ser o último da fila, que apenas reage ante às situações, que é como um xerox dos outros e que segue por caminhos que já foram desbravados deixando pra traz sua própria identidade.

Sejamos audaciosos, ousados e acreditemos mais em nossa própria capacidade intuitiva, criativa e produtiva. Tomemos pra nós a obrigação de fazer de nossa existência única, de nossos caminhos novidade e de nossas conquistas mais saborosas e autênticas.

Nós fomos feitos por Deus dotados de um inteligência capaz de criar e de transformar, de dominar e ir adiante. Chega de seguir pelos mesmos atalhos, de facilitar as coisas fazendo igualzinho fulano. "Ah! Mas pra ele deu certo!". Mas pra você a vida reserva ainda mais, creia que Deus te fez capaz e te dará condições de prosseguir com suas particularidades, do seu jeito. Você é único e seu sucesso também!

Dicas sobre Rio das Ostras

Voltando a falar sobre Rio das Ostras, tenho a dizer que a cidade superou minhas expectativas, tanto em beleza e diversão, quanto em estrutura. A praia de que mais gostei foi Costa Azul, essa da foto aí em cima, que a mesma da foto do post anterior. A água e a areia são muito limpas, você vê os peixinhos coloridos e tartarugas passando por você enquanto brinca nas ondas - lindo e gostoso demais!

Curti muito, também, a Lagoa do Iriry, que fica perto da Costa Azul. Essa lagoa tem a água com cor de coca-cola, e tem um mirante com vista incrível.


As informações abaixo, peguei no site da cidade que é http://www.riodasostas.com.br/.

A cor da água das praias à direita do rio que dá nome ao município varia de acordo com as correntes marinhas e ventos. Desta forma, podem oscilar em tons amarronzados, esverdeados ou azulados. As praias são: Abricó, Tartarugas, Bosque, Centro e Cemitério.

As praias mais indicadas para se apreciar o pôr-do-sol são: Tartarugas, Centro (próximo ao Iate Clube) e Cemitério.

A cidade de Rio das Ostras está construindo o seu emissário submarino. Atualmente, o esgoto é retirado por caminhões limpa-fossa e despejado em local apropriado com tratamento adequado.
As praias de Rio das Ostras não recebem esgoto. Assim, regularmente são consideradas propícias para o banho.

As areias de quase todas as praias tem tonalidades amareladas ou até mesmo manchas escuras, devido ao alto teor de monazita, considerado com fins medicinais.

Na alta temporada são realizadas dezenas de operações de salvamento de afogados. É indicado que se tenha muita atenção e não se descuide com o mar, mesmo que o mesmo se apresente calmo.

O trânsito na cidade flui, principalmente, pela rodovia Amaral Peixoto (RJ-106), que corta o município paralela à orla das praias. Deve-se procurar as ruas paralelas à rodovia para fugir do tráfego intenso e semáforos.

Cerca de 200 mil pessoas visitam a cidade no verão. Nesta época, mesmo as praias mais desertas, como: Abricó, Virgem, Joana, Enseada, Itapebussus e Mar do Norte recebem grande movimento de turistas. A Praia da Joana, por ser muito pequena, não comporta todos que desejam se deslocar para lá. Nesse mesmo período, as praias do Centro e Remanso ficam completamente ocupadas.

As praias: Bosque, Centro, Cemitério, Joana, Remanso, Costazul e Enseada têm quiosques à beira-mar.

As praias: Bosque, Centro, Remanso e Costazul têm banheiros para banhistas.

Rio das Ostras, quanto ao transporte, é atendido nos bairros pela viação Rio das Ostras e por vans regularizadas. Consulte a seção transporte do nosso portal para ver as linhas e respectivas proximidades das praias. Lá você também encontra as companhias que chegam à Rio das Ostras, com origem em outros municípios.

Praia do Abricó

Praia das Tartarugas



Praia do Bosque


Praia do Centro

Praia do Cemitério

Praia da Joana
Praia das Areias Negras

Praia do Remanso

Praia Mar do Norte

Rio das Ostras


Esses últimos dias estava de pernas pro ar. Sem fazer nadinha, sem entrar na net, sem horários... Apenas curtindo uma praia, passeando e brincando muito com meus filhos e meu maridão. Dias bons!


Confesso que eu estava mesmo precisando sair da cansativa rotina, precisa espairecer, reorganizar minhas ideias, valorizar minhas conquistas, rever meus planos e deixar rolar. Foram dias fora do ar. Aproveitei muito, saí todos os dias, me comportei como uma verdadeira turista: comprei lembrancinhas, fiz tatuagem de verão, comprei coisinhas hippies, comi muito peixe e bebi muita água de coco, além é claro, de tirar muita foto. Meu filho mais velho amou, voltou com marca de sunguinha e até emagreceu, pois não queria sair da água nem pra comer, parecia um peixinho, sem nenhum medo ou timidez. Voltou mais falante, de tanto conviver com minha linda sobrinha Nanda - que fala de tudo como uma maritaquinha linda. Aproveitei muito a companhia da Franciely e a única coisa que não foi nota mil, foi meu irmão estar preso no trabalho o dia todo durante 6 dias da semana - uma exploração, mas curtimos e saímos à noite também, pra compensar!
De volta, estou bronzeada, prestes a descascar - é verdade: apesar de todo protetor solar gasto, todas as loções pós-sol de que me buzuntei, estou sentindo que essa cor linda vai dar uma desbotada - renovada, cheia de ideias e com saudade de escrever, de dividir meus pensamentos e leituras. Viajar é muito bom, mas também cansa! E a bagunça? E o tanto de roupa suja que junta? São assuntos pra muitos posts.


Mas enfim, valeu demais! E fica a dica: Rio das Ostras, que fica na região dos lagos no Rio de Janeiro. Uma cidade linda, com praias maravilhosas e um gostinho de quero mais. Já estamos planejando voltar...

quarta-feira, 5 de novembro de 2008

Dicas para viajar com crianças


Levar as crianças para viajar é sempre divertido, mas é necessário alguns cuidados especiais, que vão desde a escolha do destino até a atenção especial com saúde, documentos, compras, etc. Para fazer a melhor viagem com a família, confira algumas dicas:

Escolhendo o roteiro:

Pense para que tipo de lugar você que ir de acordo com a idade das crianças. Prefira lugares que ofereçam diversão garantida, como parques, bons pontos turísticos, shoppings e galerias, etc;
Dependendo da idade das crianças, evite lugares com a temperatura muito baixa;
Verifique a necessidade de um guia turístico para determinado passeio.

Pacotes e passagens:
Este é um dos itens mais importantes. Pesquise bem e veja a melhor opção para toda a família. Para famílias maiores, optar por pacotes, que incluem passagem e hospedagem, pode ser uma boa alternativa;

Em companhias aéreas, crianças até dois anos pagam 10% do valor da passagem; dos 2 aos 12, têm desconto de 50%;

Transportes de passeios, como trens, normalmente oferecem desconto para crianças, principalmente no exterior.

Saúde:
Confira se as vacinas das crianças estão em dia. Se for viajar para o exterior, é necessário verificar as vacinas locais;

É importante a família ter convênio médico. Caso a viagem seja para o exterior e a família não tenha convênio, é recomendado contratar um plano especial, apenas para a viagem. O mesmo vale para seguros.

Hotéis:
Prefira hotéis que ofereçam espaço para diversão, com playground, piscina, campo, quadra de esporte, etc;

Verifique se você precisará de um berço ou camas extras;

Informe-se sobre as regras do hotel, como o que as crianças ficam autorizadas a consumir do serviço de quarto, do bar, restaurante, etc;

Compras
Estabeleça, antes de viajar, qual o limite da família para compras. É normal crianças quererem comprar tudo o que vêem pela frente, principalmente se o destino da viagem for cheio de shoppings e galerias;
Em free shop, há limite para compras por pessoa.
Documentos
Crianças também precisam de documentos, principalmente para viajar. Se viajar para o exterior, verifique o passaporte.
Se a criança viajar desacompanhada, é necessária autorização judicial. Para isso, basta comparecer a um Juizado de Menores.
Fonte: Terra

Arrumando as malas


Fundamental também é saber como estará tempo na região no período da viagem: seco ou chuvoso, quente ou frio. Com base em todas estas informações, é possível saber qual o tipo de roupa deverá ser colocada nas malas: mais formais ou não, leves ou pesadas, calçados abertos ou fechados e assim por diante.


O tipo de mala a ser usada também pode variar de acordo com o destino: o formato retangular é ideal para viagens de negócios - pois você pode colocar ternos, trench coats e tailleurs de maneira que amarrotem menos. Quem sempre traz de volta objetos frágeis deve usar uma mala de revestimento firme ou levar uma bolsa extra para trazer os objetos separadamente. Se vai acampar ou fazer trilha, o ideal é uma mochila específica, resistente à água e ao barro.


Ao arrumar a mala, o importante é dispor as roupas de maneira a amarrotá-las o mínimo possível e deixar tudo organizado para ficar fácil de localizar.


- Os produtos de higiene pessoal, maquiagens e remédios devem ser colocados em lugares separados. Produtos de frascos grandes devem ser armazenados em outros menores, se for possível. Não havendo espaço suficiente na mala, leve-os em uma bolsa de mão.


- Se não houver espaço próprio para guardar os sapatos, coloque-os em saquinhos e deixe no fundo da mala.


- Peças delicadas (jóias, óculos, chapéus e perfumes) devem ser colocadas em estojos ou caixas específicas para evitar que se quebrem. Sempre que possível é melhor que fiquem numa bolsa de mão.


- As calças são as primeiras peças a entrar na mala e as pernas devem ficar de fora, depois de colocar todas as outras roupas, envolva-as com as pernas.


- As peças de roupa feitas em tecido mais delicados (lã ou seda, por exemplo) devem ser armazenadas em saquinhos ou, pelo menos, envoltas em papel de seda.


- As blusas, camisetas, calças e outras peças em malha devem ser dobradas e depois enroladas, assim amassam menos, podem ser colocadas em qualquer cantinho e fica mais fácil de achá-las.

Mala de mulher: o que não pode faltar

Já devem ter percebido pelos post que estou pensando em viajar. Aliás, pensando não, decidida, e já com data e hora marcados, então minhas leituras nesses dias não poderiam ser diferentes: muitas dicas pra viagens, a começar pela compra da mala, que vou providenciar já já, pois minha família aumentou, e as malas também precisam aumentar, não é mesmo?


Uma semana de férias em regiões frias
- 1 calçado baixo e confortável (tênis ou sapatilhas)
- 1 calçado com salto para jantares ou outras ocasiões mais formais
- 1 par de botas
- 1 par de chinelos para quarto
- 3 conjuntos de lingerie com mais 4 calcinhas extras (tente combinar as cores)
- 3 pares de meias para usar com tênis ou botas
- 1 par de meia-calça transparente
- 2 pares de meias opacas pretas
- 1 cachecol colorido
- 1 par de luvas
- 1 blusa de gola alta de cor neutra
- 1 trench coat
- 1 casaco 7/8
- 1 jaqueta
- 2 suéteres
- 1 pijama ou camisola
- 1 saia de cor neutra
- 1 calça esportiva
- 1 calça jeans
- 2 calças de sarja
- 2 camisas
- 1 blusa de malha de manga comprida
- 1 blusa de malha de manga curta
- 1 vestido para noite
- 1 bolsa pequena para a noite
- 1 bolsa média para o dia

Uma semana de férias na praia
- 1 calçado baixo e confortável (tênis ou sapatilhas)
- 1 sandália de salto
- 1 par de rasteirinhas
- 1 par de chinelos para quarto
- 3 conjuntos de lingerie com mais 4 calcinhas extras
- 3 pares de meias para usar com tênis (se optar por ele)
- 1 pijama ou camisola
- 1 bolsa média ou grande
- 1 bolsa menor para a noite
- 2 vestidos para o dia
- 1 vestido para noite
- 1 calça de malha
- 1 calça jeans
- 1 camisa branca
- 2 blusas de malha
- 2 shorts ou bermudas
- 4 biquínis
- 2 saídas de praia
- 1 chapéu de praia
- 1 sacola para praia
- filtro solar

Viagem de negócios de 3 dias
- 1 calçado confortável
- 1 calçado com salto para jantares ou outras ocasiões mais formais
- 1 par de chinelos para quarto
- 1 conjunto de lingerie com mais 2 calcinhas extras
- 1 par de meia-calça transparentes e 1 par de opacas pretas
- 1 pijama ou camisola
- 2 tailleurs (ou terninhos, de acordo com a preferência)
- 1 calça de alfaiataria (ou uma saia reta, para quem preferiu os ternos)
- 1 camisa branca
- 1 camisa colorida ou estampada
- 1 vestido para noite
- 1 bolsa pequena para a noite
- 1 bolsa média ou grande para o dia
- Se a viagem for para regiões frias, acrescente 1 trench coat e 1 suéter ou cardigan de lã de cor neutra

terça-feira, 4 de novembro de 2008

Eleições Americanas



Se os norte-americanos precisavam, quatro anos atrás, escolher um líder para comandar o país ameaçado pelo terrorismo no pós-11 de Setembro, hoje os eleitores irão às urnas decidir qual será o presidente que irá comandar um país que enfrenta duas guerras, que perdeu a confiança no presidente e que enfrenta a pior crise financeira desde 1929. O democrata Barack Obama e o republicano John McCain são os candidatos a sucessor de George W. Bush.

Cerca de 153 milhões de eleitores - 75% da população apta a votar no país - registraram-se para eleger o presidente, já que o voto no país é facultativo. Trata-se do índice mais alto desde a aprovação do voto feminino, em 1920, segundo um estudo do Centro de Estudos Eleitorais da Universidade Americana.

As eleições já começaram de fato. Pelas regras norte-americanas, milhões já puderam votar por antecipação em 37 dos 50 Estados do país. Contudo, a maioria dos norte-americanos vai às urnas hoje.

As últimas pesquisas de intenção de voto apontam Barack Obama como favorito. Nacionalmente, o democrata tem uma vantagem de sete pontos percentuais sobre McCain, de acordo com pesquisa da Reuters/C-SPAN/Zogby divulgada ontem.

Obama
Obama também é favorito nas pesquisas estaduais. O democrata está à frente do republicano em seis dos oito Estados-chave na disputa, incluindo Flórida e Ohio. Se o resultado se concretizar, significa que os americanos encamparam a bandeira de mudança, propagada pela campanha do democrata.

Obama, 47 anos, seria o primeiro presidente negro dos Estados Unidos. Atualmente, ele ocupa o primeiro mandato como senador por Illinois. Nascido no Havaí, é advogado, filho de um queniano com uma norte-americana. Morou na Indonésia durante a infância e estudou em Harvard na juventude. É casado com Michelle Robinson e tem duas filhas, Malia e Natasha.

Obama derrotou, em uma disputa apertada, a ex-primeira dama Hillary Clinton nas primárias do Partido Democrata e escolheu o veterano senador Joe Biden como vice. A chapa democrata é a favor da retirada de tropas do Iraque, do casamento gay, do aborto e da redução de impostos para a classe média.

É justamente na economia que a chapa adversária pressiona e tenta reverter o resultado das pesquisas. Os republicanos dizem que Obama irá tirar dinheiro dos ricos para dar aos pobres. O que no Brasil poderia ser saudado como uma boa política social de distribuição de renda, nos Estados Unidos é considerado como sendo uma "política socialista", que afugenta os eleitores mais conservadores.

McCain
Os republicanos, por sua vez, apostam na liderança e na experiência de John McCain para ganhar a eleição. O candidato tem 72 anos, é senador pelo Arizona desde 1986, casado com Cindy Hensley e tem sete filhos: Douglas, Andrew e Sidney; John 4º, James, Meghan e Bridge.

No currículo pessoal, McCain conta com um aliado traumático, mas que pode puxar votos: a experiência como prisioneiro de guerra no Vietnã. Como piloto da Marinha, o republicano escapou da morte no Vietnã, em 1967, após um míssil disparado por acidente atingir seu avião, causando um incêndio que matou 134 marinheiros.

Diferentemente de Obama, McCain não teve dificuldades em vencer as primárias do seu partido. No entanto, o candidato ainda enfrenta problemas para explicar a surpreendente escolha da governadora do Alasca, Sarah Palin, como companheira de chapa.

Palin surgiu como um nome renovador, jovem e conservador para candidata a vice. O que poderia ser uma escolha inteligente para contrastar com a idade avançada de McCain, pode acabar se revelando como um fiasco, graças ao pouco conhecimento político de Palin e alguns pequenos escândalos - gravidez da filha adolescente, gasto excessivo de dinheiro com roupas - da candidata.

Votação
A eleição norte-americana não é por voto direto, mas por meio de um colégio eleitoral. De uma maneira geral, funciona assim: as eleições são realizadas dentro de cada um dos 50 Estados norte-americanos.

Cada Estado norte-americano tem um número de representantes no colégio eleitoral. Texas, terra do atual presidente, George W. Bush, por exemplo, tem 34 representantes, enquanto o Alasca, de Sarah Palin, candidata a vice na chapa republicana, tem 3 representantes.

O vencedor de cada Estado leva consigo os votos de todos os representantes no colégio eleitoral. Por exemplo: se em Nova York, que tem 31 representantes, um candidato vencer com 51% dos votos dos eleitores, ele receberá todos os 31 votos dos representantes nova-iorquinos.

Essa é a regra geral. Em Maine, que tem quatro representantes, e em Nebraska, que tem cinco, o vencedor não leva automaticamente todos os votos do Estado. Além disso, a capital norte-americana, Washington, conta como um distrito à parte, com direito a três representantes.

Fonte: Uol

SP em 4º lugar com mais cortesia

A cidade de São Paulo conquistou o quarto lugar na lista das cidades com maior nível de cortesia do mundo, segundo pesquisa realizada pela revista Reader's Digest. Na edição anterior do trabalho, a cidade ficou em quinto lugar.

O teste foi realizado em 35 cidades pelo mundo por repórteres que não se identificavam. Os mesmos três testes foram realizados em todos os locais: entrar atrás de alguém em um edifício (para saber se a pessoa da frente seguraria a porta); fazer uma compra de pequeno valor (e descobrir se o vendedor agradeceria) e deixar uma série de papéis caírem em algum ponto movimentado (na esperança de que alguém ajudasse a recolhê-los). Cada um desses testes foi feito 20 vezes para que se chegasse ao resultado.

São Paulo ficou atrás apenas de Nova York (Estados Unidos), Zurique (Suíça) e Toronto (Canadá). Em último lugar ficou Mumbai, na Índia, seguida de vários destinos da Ásia. Oito das nove cidades testadas do Oriente se classificaram nos últimos 11 lugares
Fonte: Uol

segunda-feira, 3 de novembro de 2008

Oba! Férias!


Nesses últimos tempos, escutei de muita gente que eu era uma à toa, mas queria ver quem é que se sentiria confortável em estar de licença do trabalho por motivos de saúde, com preocupações sobre seu estado de saúde e da saúde de seu filho, e mesmo em licença maternidade, quem é que descansa, aproveita. A gente só aproveita pra ficar perto dos filhos, porque cansa até bem mais do que ficar o dia todo no trabalho, a rotina diária de cuidar de 2 crianças e uma casa, mal sobra tempo pra gente e pro marido da gente.

Agora que meus pequenos já estão começando a dar menos trabalho: Isaac com 1 ano e 9 meses e o Samuel com quase 6 meses, é que vou ter condições de curtir um pouquinho umas férias, de viajar, pegar um praia... Hum! Mal posso esperar!

Faz tanto tempo que não vou à praia. A última vez foi em março de 2006, e uma correria só, pois só tinha 2 dias pra ficar por lá, fui a um casamento. E o clima estava frio e chuvoso. Resultado: Voltei tão branca quanto fui.
Aliás, nesses 13 anos de trabalho, só tive viagens corridas, em feriados prolongados, finais de semana e férias de 10 dias, teve uma vez que tinha planejado tirar 15 dias e quando estava de férias há 4 dias meu chefe já estava me pedindo pra voltar. um abuso!

Agora é diferente: vou visitar meu maninho, minha cunhada do coração e minha sobrinha mais linda. Vamos passear bastante, sem data programada pra voltar...
Obrigada Deus! Por seu cuidado e proteção.
Obrigada por me permitir realizar tantos desejos de uma só vez!

Pra pensar



Dia desses assisti ao filme Antes de Partir, e muitas coisas nesse falaram profundamente comigo: não devemos deixar para amanhã o que podemos fazer hoje, mas principalmente, 2 perguntinhas: Você foi alegre? Você fez alguém alegre?

É pra refletir e mudar, se for o caso.

Quantas pessoas se preocupam tanto com tantas coisas, que ao final da vida não importam. Então, pense: se hoje fosse seu último dia, o que faria? O que da sua rotina você tiraria se soubesse que estava prestes a morrer?

Talvez essas coisas realmente não tenham muita importância! Talvez você viva pra trabalhar, e não o contrário - como deveria ser.

E alegrias? você tem se permitido ser uma pessoa alegre? Você tem feito alegres as pessoas que convivem com você?

Não precisa parar tudo na sua vida pra pensar sobre isso, ou mesmo dar um novo rumo em tudo. Você precisa é ter consciência do que está fazendo com o seu tempo, e atitude pra deixar de lado aquilo que não é importante pra ser feliz.

Menos estresse! Mais amor! Mais vida! Mais alegrias! Mais momentos que valem a pena lembrar e menos truculência, menos ser ranzinza, reclamão, mau humorado e se cansar correndo em vão. Tenha alvos, persista-os, mas saiba que a vida não pára pra você os alcançar, então, saiba viver bem mesmo antes de atingir seus objetivos, e é exatamente essa caminhada que faz de você o que você realmente é.

domingo, 2 de novembro de 2008

Peso não afeta comportamento sexual da mulher



Pra quem tá acima do peso, e acha que é desculpa pra ter uma vida sexual ruim...
Gordinhas relataram mais experiências sexuais do que mulheres magras.

Da BBC

O peso não afeta o comportamento sexual de uma mulher e, na realidade, mulheres gordinhas relatam mais experiências sexuais com homens do que as que são consideradas de "peso normal", segundo um estudo publicado na revista acadêmica Obstetrics & Gynecology.

O estudo é baseado na Pesquisa Nacional de Crescimento Familiar 2002, que coletou dados sobre o comportamento sexual de mais de 7 mil mulheres.

O objetivo era avaliar o impacto do Índice de Massa Corporal (IMC) das mulheres no seu comportamento sexual, incluindo aspectos como orientação sexual, idade da primeira relação sexual, número de parceiros e freqüência de relações sexuais.

"A nossa análise demonstrou que mulheres gordinhas ou obesas não apresentam muitas diferenças em algumas medidas de comportamento sexual comparadas com mulheres de peso normal", disse Bliss Kaneshiro, da Universidade do Havaí, que realizou a pesquisa quando em conjunto com Marie Harvey, da Universidade do Estado de Oregon, nos Estados Unidos.

"O estudo indica que todas as mulheres devem receber o mesmo tipo de orientação em relação à gravidez indesejada e prevenção de doenças sexualmente transmissíveis, independentemente do IMC delas", afirmou.

Segundo Kaneshiro, alguns estudos anteriores sugerem que mulheres que estão acima do peso têm um risco maior de gravidez não planejada. Apesar de vários fatores, incluindo o uso de contraceptivo e sua eficiência, poderem contribuir para isso, comportamento sexual e freqüência das relações sexuais também poderiam contar.

Na opinião de Kaneshiro, é importante estudar a relação entre IMC e comportamento sexual porque idéias pré-concebidas de médicos podem afetar como mulheres gordinhas recebem informações e aconselhamento sobre gravidez e doenças sexualmente transmissíveis.

O estudo também parece contradizer estereótipos de que mulheres mais gordinhas não são tão sexualmente ativas quanto as mais magras.

"Eu fiquei satisfeita de ver que o estereótipo de que é preciso ser magra para ter sexo é apenas isso, um estereótipo", disse Kaneshiro.

A pesquisadora disse que os dados mostram que as gordinhas relatam mais experiências sexuais com um homem, mesmo quando fatores como idade, raça e tipo de residência foram levados em conta.

Noventa e dois por cento de mulheres acima do peso afirmam ter uma história de relações sexuais com um homem, comparado com 87% das mulheres com um IMC normal.

"Os resultados foram inesperados e nós não sabemos porque isso acontece", disse Kaneshiro.

A pesquisadora Marie Harvey, que participou do estudo, disse que um aspecto importante da pesquisa é que indica que profissionais da saúde não devem fazer suposições sobre o comportamento sexual de uma mulher com base na sua aparência.

"Alguns profissionais podem não fazer um acompanhamento apropriado com mulheres que estão acima do peso porque eles supõem que elas não estão tendo sexo até que recebam informações contrárias", disse Harvey.

Fonte: G1

Hoje: Dia de Finados

Finados deve levar 100 mil pessoas aos quatro cemitérios municipais de Belo Horizonte

Os quatro cemitérios municipais da cidade: Paz, Bonfim, Saudade e Consolação contarão, hoje, com 200 funcionários identificados com colete para auxiliar os cerca de 100 mil visitantes que estão sendo esperados neste Dia de finados. A idéia é ajudar as pessoas a localizarem os túmulos que queiram visitar.

Além disso, serão instalados banheiros químicos dentro dos cemitérios e também será solicitada a presença das ambulâncias do Samu, para solucionar eventuais ocorrências médicas. A segurança foi reforçada com a presença da Polícia Militar e da Guarda Municipal.

Trânsito
A Empresa de Transportes e Trânsito de Belo Horizonte (BHTrans) reforçou o quadro de horários dos ônibus que servem aos quatro cemitérios e também fez intervenções no trânsito para facilitar o acesso das pessoas a esses locais. As modificações serão sinalizadas por faixas para orientar os motoristas. Agentes devem monitorar o tráfego.

Fonte: O Tempo

Horário de verão aumenta risco de infarto




De Estocolmo para a BBC Brasil



Adiantar os relógios em uma hora por causa horário de verão aumenta o risco de infartos, alerta um estudo divulgado nesta quinta-feira pelo Instituto Karolinska da Suécia.

Segundo o estudo, publicado no "New England Journal of Medicine", os casos de infarto do miocárdio aumentam cerca de 5% na semana seguinte ao ajuste dos relógios - principalmente nos três primeiros dias.

"A hora de sono perdida e os conseqüentes distúrbios de sono que isto provoca são as explicações mais prováveis", disse Imre Janszky, um dos pesquisadores envolvidos no estudo.

Em entrevista à agência de notícias sueca TT, outro cientista ligado ao estudo chegou a sugerir o fim dos ajustes anuais dos relógios.

"Talvez seja melhor adotar o horário de verão durante todo o ano, em vez de ajustar os relógios duas vezes por ano. Este é um debate que está ocorrendo atualmente", disse o Dr. Rickard Ljung.

Com base no registro de infartos na Suécia desde 1987, os cientistas do Instituto Karolinska chegaram às conclusões do estudo após examinar as variações na incidência de ataques cardíacos durante os períodos de ajuste dos relógios, no início e no fim do horário de verão.

Sono a mais

Os cientistas também observaram que o reajuste dos relógios no fim do horário de verão (que na Suécia ocorre sempre no último domingo do mês de outubro), que é sempre seguido por um dia de uma hora extra de sono, representa uma leve redução do risco de infartos na segunda-feira seguinte.

A redução no índice de ataques cardíacos durante toda a semana que se inicia, no entanto, é significativamente menor do que o aumento registrado no início do horário de verão.

Estudos anteriores demonstram que a ocorrência de infartos é mais comum às segundas-feiras. Segundo os cientistas do Instituto Karolinska, o ajuste dos relógios no horário de verão oferece outra explicação para este fato.

"Sempre se pensou que a causa da maior incidência de infartos às segundas-feiras fosse principalmente o estresse relacionado ao início de uma nova semana de trabalho. Mas, talvez outro fator seja a alteração dos padrões de sono ocorrida durante o fim de semana", observou o Dr. Janszky.

Os cientistas explicam que os distúrbios do sono produzem efeitos negativos no organismo humano e alertam que níveis elevados de estresse podem desencadear um ataque cardíaco nas pessoas que se situam em grupos de risco.

"Pessoas mais propensas a sofrer um infarto devem viver de maneira saudável, e isto inclui ciclos regulares de sono durante toda a semana", diz Rickard Ljung. "Como um cuidado extra, podem talvez também relaxar mais nas manhãs de segunda-feira", acrescentou ele.

Os cientistas suecos esperam que o estudo possa aumentar a compreensão sobre os impactos que as alterações dos ritmos diários do organismo podem ter sobre a saúde humana.

"Cerca de 1,5 bilhão de pessoas em todo o mundo são expostas todos os anos aos ajustes dos relógios, mas é difícil generalizar a ocorrência de infartos do miocárdio que isto pode provocar", observou Ljung.



Fonte: Uol

sábado, 1 de novembro de 2008

Biografia de Alanis Morissete


Alanis Morissette está escrevendo uma autobiografia na qual conta histórias polêmicas de sua vida, entre elas, que foi vítima de estupro. "O livro detalha algumas coisas experiências que vivi e o abuso que sofri", disse a cantora canadense, de acordo com o Daily Mirror.

"Eu fui vítima de um estupro estatutário e esse livro me ajudará a acabar com o sentimento de vergonha", completou. O assunto também foi abordado nas músicas de seu álbum Jagged Little Pill.
Alanis também já sofreu de anorexia e bulimia. Isso porque, no início de sua carreira, comentaram que ela não faria sucesso porque era gorda.
Ainda em relação a assuntos polêmicos, Alanis Morissette afirmou ao Daily Mirror que se relacionou com outra mulher, depois que rompeu um namoro com um homem de 29 anos quando ela tinha 14, e falou sobre uso de drogas. "Meus vícios são trabalhar e comer. Eu fumei maconha algumas vezes, mas estou longe de ser considerada uma pessoa viciada em drogas".
Fonte: Terra

Charge do Duke - Eleições


Amo BH Radicalmente



Eu muito essa minha cidade!

Na semana passada, após me desligar de uma empresa em que fiquei por quase 5 anos, que se localiza na periferia de BH, tive a oportunidade de passear pelas ruas do centroem dia útil. Frenético barulho, correria, buzinas, vitrines, prédios antigos constrantando com modernas construções...

Essa cidade é linda! Me encanta!

Gosto de estar em lugar mais tranquilo, também, mas minha preferência é a agitação urbana: os onibus, carros e metrô, as motocicletas, o vai-e-vem... E o horizonte? É realmente belo!

Tem o Pq Municipal e o das Mangabeiras, a Praça da Liberdade com seus palácios, a da Estação com sua nostalgia, a Lagoa da Pampulha, o Centro ...

Tanta coisa pra dizer sobre a minha BH, que qualquer hora, com tempo, vou dizer tintin por tintin.