Cadê a infância?


A infância acaba cada vez mais cedo, infelizmente para todos, principalmente para os que hoje são pequenininhos e ainda estão pra nascer, pois se esse ritmo só piora, imagine daqui há uns 20 anos?

E isso, não faz parte apenas das estatísticas, não é coisa que só acontece com o outro, longe da gente, já faz parte do nosso dia-a-dia, acontece na nossa vizinhança e em nossas famílias.

Quem não conhece nenhuma adolescente que ficou grávida?

Ou não viu manchetes de jornal mostrando alguma criança que pegou a arma não se sabe de quem e saiu atirando?

E os vícios? Meninos e meninas passam a usar drogas tão novinhos que quase não acreditamos.

E o apelo para a, cada vez mais urgente, iniciação sexual? A necessidade de ter uma vida sentimental ativa é real para meninos e meninas que ainda nem saíram do ensino fundamental. Ninguém quer ser chamado de "BV" ou Boca Virgem, que é a forma como nomeiam quem ainda não experimentou beijar na boca. E de beijo em beijo, iniciam, muito precocemente a vida sexual, passando muitas frustrações, desilusões, medos e depressão. Além das tão conhecidas, porém pouco prevenidas, DST e gestações não planejadas.

Exemplo desse comportamento adulto é o caso de um menino americano, de apenas 9 anos, que escreveu uma redação com conselhos para se conquistar meninas. Crianças que deveriam estar brincando e se divertindo sem as preocupações comuns aos adultos, já estão à procura de auto-ajuda.

Sabemos que essa aceleração do desenvolvimento das crianças não é benéfico a elas, nem a nossa sociedade, mas como freiar essa precocidade? Alguém se arrisca a dizer?

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Corte do cabelo da Priscila Fantin passo-a-passo

Ain't Got No / I Got Life

Sobre mentiras e verdades