O tempo não pára



"O tempo não pára" - mesmo! Parece que comemoramos o centenário de BH ontem, e olha só, já se passaram mais 11 anos!
Muitos eventos foram promovidos para não deixar essa data passar em branco: teve inauguração de centros culturais, de obras de revitalização do Mercado Central e muitas outras pela cidade afora, teve a inauguração de iluminação de Natal em diversos pontos, teve a X Volta Internacional da Pampulha, além de muitos shows de artistas nacionalmente consagrados e, amanhã, será celebrada uma missa em comemoração do aniversário desta minha adorável cidade.

111 anos! Parabéns Belo Horizonte!

Dia desses, revirando fotos antigas, estava observando uma de quando eu era bebê, tinha uns 10 meses, e desde então já se passaram quase 3 décadas. A infância e a adolescência se foram e, hoje, sou casada, mãe de 2 meninos, com muita história pra contar, muitas realizações, mas também muitos sonhos que foram sendo adiados pelas mais variadas razões, que quero retomar e intensamente viver.


É por isso que eu digo sempre, tem que aproveitar bem cada segundo da vida, porque ela passa muito depressa, e se nos preocupamos demais com coisas que não são essenciais, deixamos de realmente viver.
E quando nos assustarmos, seremos velhos ranzinzas, sem essa saúde e esse vigor de hoje, sem condições, de por exemplo, fazer aquele salto de paraquedas que tanto sonho, que só tem frustrações e um monte de "se": "Se eu tivesse comprado tal carro", "Se eu tivesse ido naquela festa com meus amigos", "Se eu tivesse brincado mais com meu filho", etc.
Enquanto, na minha humilde opinião, o que vale mesmo na vida, é chegar a velhice com a sensação de ter feito aquilo que nos faz felizes: cuidar da nossa alimentação - sem muito radicalismo, mas de forma balanceada pra que tenhamos saúde e um corpo legal, com o qual nos aceitemos e possamos vestir o que der vontade, sem ficar cheia de grilos, trabalhar pra viver, curtir muito a família e os amigos, namorar muito, escutar música, assistir filmes, viajar, se aventurar por lugares antes desconhecidos, rir muito, contar piadas, aprender coisas novas e fazer o que estiver ao alcance pela felicidade - minha e de quantos mais eu for capaz.

Ser gratos a Deus o tempo todo, por tudo e, a Ele, somente a Ele, adorar e bendizer, pelo privilégio de ter mais um dia pra viver, por ter mais uma oportunidade pra ser uma pessoa boa e feliz, que não segue as regras desse mundo, nem se alia à maldade e nem deixa seu coração esfriar por causa da escassez de amor em que o mundo está, mas que faz a sua parte, acreditando que o que você faz, pode não mudar o mundo todo de repente, mas que já é um começo, e que impactará positivamente, ao menos a vida dos que te rodeiam.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Corte do cabelo da Priscila Fantin passo-a-passo

Ain't Got No / I Got Life

Faça o bem e dê amor