sábado, 28 de fevereiro de 2009

É você - Fireflight

É você

Eu queria poder quebrar todos os espelhos da minha mente
Aqueles que mente pra mim e roubam meu orgulho
Eu queria poder ser cego a tudo o que me assombra
Se eu usar meu coração, eu posso ver sua face
Você me mostra o real
É você quem eu procuro
É você quem eu não posso viver sem
Sua esperança é o que eu desejo
Quando nada mais resta em mim

É você

Este mundo está sempre tentanto tirar um pedaço de mim
Mas você está sempre lá pra me fazer completo
Se eu puder fixar meus olhos no que você tem para mim
Eu irei ver a verdade, e nunca mais olhar pra trás
Quando eu não tenho pro onde ir
E não consigo achar meu caminho
(não consigo achar meu caminho)
Sua luz vem pra me guiar (ela me guiará)
Eu não posso me esconder


Fireflight - Unbreakable

sexta-feira, 27 de fevereiro de 2009

Esperança


Não sei como descrever, exatamente, o que sinto e passo nesse momento tão dúbio, tão ambíguo e de compreensão difícil. Pra não errar nas palavras e deixar parecendo algo que não quero que pareça, por temer não me explicar bem, e me deixar guiar por emoções confusas dentro de mim, só sei dizer que, sinto-me assim: triste por tantos erros e desencontros, feliz por reconhecer e querer mudar e, cheia de esperança por acreditar que existem saídas, soluções, recomeços, continuidade, mudança.

Depois digo direitinho, conto tudo. Adianto que estou tentando retomar os estudos, e preciso de uma dose extra de força e bençãos, pois não será nada fácil, mas também não é impossível.

Tudo posso Naquele que me fortalece! Orem por mim! Mesmo onde não há caminho, Deus faz existir.

A música da post anterior mexe comigo...

Skillet - You Are My Hope

quinta-feira, 26 de fevereiro de 2009

TPM e outros


Esse feriadão que passou foi uma loucura! Pra ser bem sincera, não gosto de Carnaval nem de todos os seus excessos. Como não sou de ferro, amo ter uns dias de folga, aproveitar pra viajar, pra acampar com o pessoal da igreja, ou simplesmente descansar assistindo a muitos filmes (inclusive, já fui ao cinema todos os dias em algum Carnaval passado, aproveitando promoção / descontos). Esse ano não teria muita diferença, pois não estou trabalhando - não faz sentido ter folga, Heber não teria folga, não iríamos viajar nem acampar. Só ficar por aqui mesmo.

Muitos parentes do meu marido vieram pra BH comemorar a formatura da tia Sandra. Semana passada foi a missa e a colação de grau, no domingo um churrascão no sítio, com direito a um boi inteirinho, executado especialmente para essa ocasião (talvez por ser carne fresca quase todos os presentes passaram mal na segunda e na terça). O Isaac se esbaldou e brincou na terra até se cansar, o Samuel aproveitou o tapete debaixo da árvore pra dar suas primeiras engatinhadas mais acertadas, e nós, aproveitamos pra colocar a conversa em dia com todos os presentes.

Na segunda ficamos o dia todo na casa da tia Maria - toda a parentada reunida - almoço, filminho e papo, muito papo. De noite fomos em comitiva pra casa da tia Odília, teve aquele jantar - tudo de bom! Eh! É tia que não acaba mais mesmo! Família grande é assim...

Na terça feira fomos todos ao Zoo. Imagina a cena: uns 15 adultos e 6 crianças batendo perna debaixo daquele sol escaldante, atrás da bicharada e eu de TPM: Pausa pra abastecer, pra comprar frutinhas, pra olhar cada bichinho, pra esperar cada um sair da toca, pra vigiar cada voo, de cada ave bonitinha pra ficar bem na foto, esperar cada pose dos meninos e meninas, esperar cada encantamento do Heber por cada canto diferente e etc. E isso tudo sorrindo e feliz. Ufa! Só fui mesmo porque o Isaac é apaixonado por bichos e ainda não conhecia o Zoo - ele curtiu muito, conta em detalhes o que mais admirou (claro nem tudo a gente entende, né?). Além do que, mostrar para as meninas de Vitória foi muito legal - inédito.

As fotos ficaram muito boas e apesar de ter me cansado muito, valeu o prazer de compartilhar aquela paisagem toda. Achei que o Zoo tá muito maltratado, tem muita jaula que o mato esconde o bichano e o mato já passou da hora de ser aparado. Os R$ 3,00 por pessoa deveriam ser melhor aplicados na infra estrutura, sei que os cuidados com os bichos são essenciais, mas cuidar do conforto de quem vai visitar também é necessário.

A melhor hora de terça foi chegar em casa à tardinha e encontrar tudo super arrumadinho. A Cida, muito muito gente fina, linda, educada, gentil, prestativa, etc e etc, deu uma geral na casa pra mim - eu não conheço nenhuma sensação tão agradável de casa limpa, quanto a de estar limpa e cheirosinha sem que a gente tenha o menor esforço. Essa Cida merece um prêmio!

Sair assim todos os dias em meio a muitos parentes, amigos e conhecidos, comidinhas diferentes, horários alterados e etc faz uma confusão na cabecinha dos meus pequenos que não dá pra descrever. Só sei dizer que cansa. Cansa demais! E com todo o calor, agitação e TPM fica tudo, exponencialmente, cansativo.

Ontem não saí com os meninos. Hoje também não. E ainda estou cansada e mau humorada. O Samuel está quase insuportavelmente manhoso - ter dezenas de colos a disposição por 3 dias inteirinhos e de repente ter que ficar no berço, carrinho ou chiqueirinho não o agradou nada. Chora até que sua vontade seja atendida. O Isaac continua com a pilha a mil e já decorei a música Pula-Pula da Aline Barros até de trás pra frente - ele pede pra tocar de novo por dezenas de vezes, pula até se cansar e só me deixa escutar outra música, usar o computador, ver outro vídeo no You Tube ou outro DVD quando já adormeceu, porque enquanto está acordado é só Pula-Pula.

Tinha muitos planos pra hoje, mas o Heber tá com conjutivite e não conseguiu me ajudar muito. Daí não fui ao Shopping nem a Faculdade como programei e isso me deixou ainda mais brava, estou parecendo um bicho briguento, com vontade de chorar, gritar e sumir por uns tempos. Logo isso passa e conseguirei dar um jeito nesse marasmo em que se encontra minha vida profissional e acadêmica. Quero e preciso voltar ao batente e aos estudos já. Falta apenas 1 semestre (montando um horário bem puxado) pra que eu me forme em administração, parei porque tive muitas complicações na gravidez e fiquei proibida de tudo. Quem souber de algum trabalho na área aqui em Belô e redondezas, me avise, tenho mais de 10 anos de experiência: administração financeira, controladoria, qualidade, supervisão e afins. Trabalhei em empresas de siderurgia, indústria de tintas e, atacado e varejo de equipamentos de informática. Meu caçula está prestes a completar 1 aninho - assim já terá escolinha pra ele aqui pertinho de casa, junto com o irmãozinho.

É isso! Dizem que o ano começa mesmo é depois do Carnaval, não é? Que comece! E seja bem melhor que todas as nossas expectativas, porque de previsão pessimista eu já estou cheia. Não estou no meu melhor dia pra bordar palavras de encorajamento e ânimo, e confesso estar precisando me animar mais.

Amanhã será outro dia e com ele virão novas esperanças. Diz a Bíblia que as misericórdias do Senhor se renovam a cada manhã - eu creio nisso! Creio que a cada dia que nasce, se abrem novas portas em nossa vida, surgem novas oportunidades pra ser mais feliz e que, se renova em nós a força pra conquistar nossos objetivos e sonhos.

Então, que com o findar dessa noite, acabe também essa TPM, essa angústia e esse sentimento de fracasso pelo que não consegui realizar hoje, e que amanhã seja o primeiro dia de muitos outros que serão só de alegrias e conquistas. Amém!

sábado, 21 de fevereiro de 2009

Dia quente!


Ai que calor! Estou derretendo aqui nesse Belo Horizonte, lugarzinho onde, definitivamente, o vento não bate. Além da temperatura alta, os nervos também ficam menos flexíveis e à toa a gente se pega discutindo e perdendo a paciência. Mas passou! Agora tudo em paz...

Feriadão! Em casa e com muitos planos - pessoas queridas a caminho: primos e primas.

Amanhã tem churrasco no sítio pra comemorar a formatura da Tia Sandra - uma guerreira - no último semestre da faculdade ela perdeu a mãe, o Tio e o avô, foi uma barra e tanto, que ela ainda está superando. Merece mesmo comemorar a vitória de ter insistido, persistido e conseguido concluir o curso.

Por hora, vou dormir que meus olhinhos mal conseguem se manter abertos, dormi muito tarde (passavam das 2 da manhã) e acordei muito cedo (pouco depois das 6) e não parei um minuto sequer até agorinha.

Meus anjinhos estão sonhando... Também vou tentar fazer o mesmo.
E quando digo tentar não é por mim, é ver se eles vão deixar, se vão continuar quietinhos em seus berços a dormir. Tomara que sim!

quarta-feira, 18 de fevereiro de 2009

Momento corujisse


Já são quase meia-noite e eu aqui, acordada. Acredita que meu primogênito só dormiu agorinha? Ainda está na minha cama, todo esparramado. Pois é, fica brigando com o sono e quer brincar cada minuto possível. E olha que hoje brincou foi muito, com os priminhos Ryan, Fran, Isamel e Marcos, lá na casa da tia Maria, onde jantamos e conversamos muito.

Toda hora ele chega pertinho, segura minha mão e me diz: "dá mamão mamãe! vem cá!" pra brincar, pra mostrar que ligou o som, pra mostrar que derramou a água que era pra beber na caminhonete, pra pedir pra pegar coisas que ele não alcança, tudo. Me orgulho de tudo, como toda mãe coruja, lógico, mas tem horas que me faz transbordar de admiração, e hoje aconteceu mais uma dessas.

O Samuel estava dormindo no berço e depois de acordar ficou lá brincando e cantarolando, o Isaac foi até lá e brincou junto, eu no quarto ao lado conversando com eles, o Samuel chorou e eu disse pro Isaac dar o bico e os brinquedinhos pra ele, ele foi até mim e me puxou pela mão, perguntei se era pra descer pra sala, que toda hora pede, e ele disse que não. Fui com ele e ele mostrou o Samuel no berço, com o cortinado todo enrolado, ou seja, quando não consegue cuidar do irmãozinho sozinho, me busca pra ajudar.

Lindo, né? E ele só tem 2 aninhos, hein? Mas precisa ver o carinho e cuidado que tem com o irmão: ensina a bater palminhas e cantar Parabéns, dá na boquinha dele tudo o que estiver comendo, oferece água e sucos, fala pra ele tirar a mãozinha da boca e diz "não, não, neném!", todo dia quando acorda é a primeira pessoa que procura, se já estiver acordado diz: "codô mamãe, codô", aí vai até ele, pega a mão e dá benção e beijinho na testa, se estiver dormindo fica todo ansioso pra que acorde. Uma fofura!

Claro que como toda criança, eles tem seus momentos de estranhamento, brigas pelo mesmo brinquedo, empurrões pra ficar mais perto do pai ou da mãe e etc. Mas esses momentos duram bem menos que todas as demonstrações de companheirismo e amizade, se defendem e se cuidam, são cúmplices mesmo.

Muita gente dizia que por eu não ter dado muito espaço entre as duas gestações, teria problemas com o comportamento do Isaac, no que diz respeito a ciúmes e afins, mas Graças a Deus ele é um menino nota mil, sem explicação ou comparação. É carinhoso e super dedicado, gosta de estar com o Samuel, de brincar junto e de dar colo - tenho que tomar um cuidado, pois tem quase o mesmo peso, é um perigo, né? Claro que não descuido dele um só momento, dou muita atenção e amor, brincamos muito e ensino a dividir tudo com o Samuel, que ele é o irmãozinho dele, que tem que amar e cuidar. E apesar do Isaac ser sempre assim, muito carinhoso e cuidadoso, às vezes, ainda me surpreendo com tamanha demonstração de afeto.

Oh, Senhor! Muito obrigada pelos filhos lindos e muito abençoados que me destes.
Não sei como agradecer. Me faz sábia pra educá-los segundo a Tua vontade. Amém.

Deus


Quando o sonho se desfaz,
Deus reconstrói.


Quando se acabam as forças,
Deus renova.

Quando é inevitável conter as lágrimas,
Deus dá alegria.

Quando não há mais amor,
Deus faz nascer.

Quando a maldição é certa,
Deus transforma em benção.

Quando parece ser o final,
Deus dá novo começo.

Quando a aflição quer persistir,
Deus nos envolve em paz.

Quando a doença assola,
Deus é quem cura.

Quando o impossível se levanta,
Deus o torna possível.

Quando faltam as palavras,
Deus sabe o que queremos dizer.

Quando tudo parece se fechar,
Deus abre uma porta.

Quando você diz: não vou conseguir,
Deus diz: Não temas, pois estou contigo.

Quando o coração é machucado por alguém,
Deus é quem derrama o bálsamo curador.

Quando não há possibilidade,
Deus faz milagre.

Quando só há morte,
Deus nos faz persistir.

Quando a noite parece não ter fim,
Deus faz nascer o amanhecer.

Quando caímos num profundo abismo,
Deus estende sua mão e nos tira de lá.

Quando tudo é dor,
Deus a dá o refrigério.

Quando o calor da provação é grande,
Deus dá a sombra de sua presença.

Quando o inverno parece infinito,
Deus traz o verão.

Quando não existe mais fé,
Deus diz: Acredita!

Quando estamos a um passo do inferno,
Deus dá a direção do céu.

Quando não temos nada,
Deus nos dá tudo.

Quando alguém diz não somos nada,
Deus nos diz que somos mais do que vencedores.

Quando se torna difícil caminhar,
Deus nos carrega no colo.

segunda-feira, 16 de fevereiro de 2009

Eu tô...


Pelos vídeos aí embaixo deu pra ver como estou melancólica? Estou mesmo meio saudosista, emocionada só de ficar recordando o filme O Som do Coração, pois muitas coisas ditas nessas canções parecem ter saído da minha própria boca e cabeça.

Vou rever o filme, que já faz um tempinho que vi. Vendo os vídeos tomou conta de mim, de novo, a emoção sentida naquele dia. Bom quando um filme faz isso com a gente positivamente, não é? A gente passa a enxergar muitas coisas na gente por um ângulo nunca observado, passa a se entender em alguns aspectos.

Às vezes pessoas perto da gente estão tão distantes, umas se afastam sem a gente se dar conta ou saber o porquê, outras nunca estiveram com a gente, de verdade... Vejo meu pai, que eu mal conheço intimamente, apesar de sempre estar por perto fisicamente. E as canções não falam apenas desse tipo de busca, fala da própria busca pela realização dos nossos sonhos, e tenho pensado muito nisso.

Quero mais e mais...

Ah! Senhor! Te agradeço por tudo e Te peço mais e mais de Ti em mim.

Musica do filme O Som do Coração -Tears Of The Dragon de Bruce Dickinson

Música do filme O Som do Coração: Something Inside de Jonathan Ryes

Outra música do fime O Som do Coração: Father

Música do filme O Som do Coração: Rase it up

sexta-feira, 13 de fevereiro de 2009

Vem andar comigo de Jota Quest

Amei a música. Que acham?


Votos pro meu Isaac


Ois! Esse aí da foto é meu Isaac - lindo, ? E ama tocar guitarra e cantarolar, faz até pose!
Ele tá participando de uma promoção do McDonalds e precisa de milhares de votos. Quem tiver de bobeira e quiser dar uma forcinha é só clicar e votar, não esquece de dar 5 estrelinhas pra ele, hein? E pode votar quantas vezes quiser, tá?
Coisa de mãe mais que coruja, ? Sou mesmo! Muitíssimo obrigada! Bejinhos

quinta-feira, 12 de fevereiro de 2009

The Call de Regina Spektor

Só tinha ouvido essa música no filme As crônicas de Nárnia, mas a melodia e sua emoção ficaram em mim. Dias desses, passeando no You Tube, vi e me encantei ainda mais.

Por um momento assim de Fernanda Brum

Faxina mental e emocional

Nesse calor e com todo esse aperto no peito e nó na garganta
Estou a escrever e faxinando de leve a minha alma
Minhas memórias tristes e dolorosas quero apagar
Minhas pretensões, por um tempo, quero mudar
Não quero fazer aos outros o que não gostaria que me fosse feito
Temo soltar demais as rédeas e não ter mais onde me segurar
Temo priorizar demais algo e depois me arrepender
Mais ainda não priorizar e quando esse tempo passar vir a me culpar
São tantas coisas que desejo fazer, aprender e ser
São tantos sonhos que chegam tão perto da minha realidade que quase os posso tocar
Ficam tão próximos que até sinto o cheiro de vitória e realização
Mas se vão como o vento, passam e deixam mais vontade com sabor de será
Os outros não tem que seguir minhas prioridades, apesar de ser o meu desejo
A maternidade trouxe tantos paradoxos e dúvidas cruéis a minha existência
Quero sair, ter meus momentos, mas também, participar de tudo na vida de minhas crias
Quero pensar mais em minhas vontades, mas sinto-me tão atarefada com tantas coisas
Preciso organizar melhor o meu tempo, priorizar minhas ações e desejos
Não dá pra viver o tempo todo em função de outros, por maior amor que eu tenha
Me sinto sufocada e muito perdida, pois o que me dá mais alegria
É também o que mais me angustia, cansa, tira o sono e me faz adiar planos
Por isso estou tentando limpar tudo aqui dentro e recomeçar
Replanejar, reaprender, reavaliar, renascer!!!

terça-feira, 10 de fevereiro de 2009

Pra pensar...

 

... O tempo é algo que não volta atrás.
Por isso plante seu jardim e decore sua alma,
Ao invés de esperar que alguém lhe traga flores ...
William Shakespeare
 

segunda-feira, 9 de fevereiro de 2009

Fidelity de Regina Spektor

Essas é uma daquelas músicas que amo, quando escuto fico querendo escutar de novo, e de novo e outra vez. Lindinha e muito inspiradora...

Essa semana vai ser linda!


Ois, esse final de semana foi daqueles!
Essa não é uma afirmação alegre. Não, não. Esse foi um daqueles finais de semana que você se fecha num casulo, entende. Fica quieta só cuidando das crias. E que trabalho...
Na madrugada de 6ª para sábado meu Isaac não dormiu, nem deixou ninguém dormir. Quando já eram quase 6 da manhã, já decidida a levá-lo ao hospital, ele, enfim, adormeceu.
Mas pensa que então eu descansei? Que nada! Tenho 2 filhos pequenos, e assim que o maior dormiu, o Samuel acordou. Sincronismo perfeito! E eu com os olhos ardendo de sono e a cabeça girando em dúvidas: o que será que o fez perder o sono?
Coisas de mãe, mesmo! A gente não se aguenta de preocupação e cuidados. Depois dos cuidados básicos com o Samuel e de comer alguma coisinha, fiquei ao lado do Isaac um tempão, só velando seu sono, tranquila por ele estar tranquilo, mas me preparando pra levá-lo ao médico assim que acordasse.
Deixei o Samuel com minha mãe e lá fui eu. O pronto socorro estava lotado - quanta criança resolverá passar mal ao mesmo tempo! Mas passados muitos minutos de espera e impaciência, fomos atendidos.
Ah! Preciso dizer que algumas atitudes completamente dotados de egoísmo e falta de cimancol me deixam muito enraivecida. Acredita que lá na sala de espera, uma mãe muito sem noção, deu 1 pirulito pra uma de suas filhas, em meio a umas 15 crianças? Mal pude acreditar quando vi. Que que é isso? Nem as filhas dela ficaram quietas, pois disputavam o pirulito e tempo todo, aos berros e puxões de cabelo. E eu, e todas as outras mães e pais presentes, tivemos que ficar contornando a situação com nossos pequenos, já angustiados e nervosos com a espera, doentinhos e num lugar onde não se encontrava pirulitos pra comprar. É dose, viu!
Passados meus minutos de vontade de socar a desavisada, fomos atendidos por uma médica muito gentil. O Isaac está com otite e a garganta inflamada, razões bastante fortes pra ter chorado tanto se queixando de dor, e só ter dormido após um analgésico, né? Estou medicando ele e cheia de cuidados, pois não pode deixar água entrar no ouvidinho. Ele tá manhoso que só. Curtindo: é "mamãe" o tempo todo - um dengo. Graças a Deus está melhor.
Mas pra não tomar esses ventos estranhos que BH tem recebido, devido às devastadoras chuvas de verão - leia-se, calorão, depois chuvão - preferi ficar em casa, nos poupando. Fiz um almoço bem gostoso, coloquei minhas leituras de revistas e blogs em dia e até deu pra dar uma cochilada ontem à tarde: revigorante!
Então a semana promete ser linda, estou descansada e confiante: a saúde dos meus meninos está em foco, o Isaac tomando antibióticos e o Samuel ainda chia um pouco, mas já estão quase 100%, graças a Deus!
Quero deixar um alerta aqui. Sei que quem é mãe cuida, mas redobrem a atenção em caso de terem super bonder em casa. Passamos um susto na 6ª feira à noite com meu priminho. Ele jogou a cola na boca, e por pouco não ficou sufocado, pois a secagem é muito rápida e tampou sua garganta e respiração, minha prima, o pegou no colo roxinho, duro, quase a desfalecer. Desesperadamente, enfiou o dedo pela boca e conseguiu arrancar o pedaço que tampava a respiração, o Ryan, que tem apenas 1 ano e 5 meses, fez vomito e recobrou os sentidos. Ao chegar ao PS, disseram que o mais grave já tinha passado. Ele está bem, em casa, e sobraram apenas umas pontinhas da cola em seus dentinhos que, segundo os médicos, vai sair naturalmente, com o calor do seu próprio corpo. Mas foi um susto daqueles! Uma situação que poderia ter um final muito trágico. Fiquem atentos com esses objetos, pois criança, mesmo aquelas que a gente pensa que não coloca nada na boca, pode nos surpreender.
Uma semana muito linda pra todos!

quinta-feira, 5 de fevereiro de 2009

Momentos lindos!

Ai gente! Amo carinhar meus pequenos, demais mesmo! Temos o hábito de dar muitos beijos e abraços, fazer massagem um no outro, essas coisas boas. O Isaac até pede "mamãe, no pé, pepé..." "maisi mamãe, maisi", "mamãe, dá beso, maisi beso", uma delícia!

Quando vejo outros fazendo, também, acho o máximo, principalmente, quando se trata de ver pais fazendo carinhos, coisa que nunca tive do meu nem físico nem verbal. Amo ver meu marido carinhando nossos pequenos e peço a Deus pra fazer dele, sempre, o pai presente que é.

Quanto à carinho de mãe, nunca recebi também, ao menos que me lembre, vai ver só existiu quando eu era bem pequenininha, porque minha mãe também é muito seca pra essas coisas, um abraço em dia de Natal ou aniversário até que sai, mas no cotidiano não, até com palavras é meio raro. Pena né?! Eu que vivo incentivando, mando beijinhos toda hora, abraço, digo que amo... Não sei a quem puxei tendo esses exemplos, vai ver exatamente pela falta é que sou tão carinhosa com os meus filhos...

Vi essas fotos na People e amei.

Preciso Entender


Quando a gente pensa demais desperdiça tempo de viver e vive de menos

Quando a gente espera muito de alguém mais se frustra com o pouco ou quase nada que vem

Preciso entender, Senhor, por que é que existe tanto egoísmo e falsidade

Sou eu também assim? Vivo eu também a buscar apenas meus interesses?

Preciso entender, por que é que se paga tão pouco a quem recebe, se quem paga sempre reclama

Como é que pode o mundo todo reclamar tanto de tanta coisa

Que nem se compara ao que realmente é digno de reclamação

Existe fome, violência, destrato, descaso, maltrato, desamor

Existe distância, tristeza, sorriso amarelo, sorriso forçado

Existe falsa ajuda, daquelas que servem mais a quem tá ajudando se promover

Existe falso amor, tem gente que acha que ama, mas não sabe amar

Tem gente que acha que é amado, mas não sabe como o é ser

Tem gente que realmente ama, mas não se ama nem se aceita o suficiente pra demonstrar amor

Tem gente que é ando e nem sabe porque de onde esperar amor não o vê

Ando pensando em como mudar o mundo, mas vejo tanta coisa fora do lugar

Tanta coisa que passa a léguas do propósito de Deus quando criou esse mundo

Que penso que, se fosse eu o Criador, já teria mandado fogo em tudo

Pois isso aqui tá pior que Somoda e Gomorra.

Pai contra filho, filho contra pai, sexos indefinidos, vulgaridade aplaudida por toda parte

Quem mais deveria cuidar é quem mais maltrata, todos querem ser mais e ter mais

Ser mais o que? Ter mais o que? Depende de qual mídia guia o sujeito

Quem deveria ser o porto seguro é a sangessuga certa, a família perdeu seus atributos e valores

Os patrões se apoiam em crises muito bem divulgadas pra cortar gastos e promover mais crise

De quem é a culpa? Onde é que isso vai acabar?

Preciso entender, e não aceitar, pois a cada esquina vejo mais destruição e exploração

Preciso saber o que fazer e se tem algo a ser feito pra que a vida seja menos dolorosa

Não só a minha, entendam, a minha, pela média, está boa até demais

Mas até quando? Se o perigo e assombrosos fatos rondam nossos portões, olhos e mentes?
Até quando ainda terei prazer em admirar uma linda flor, se o que mais vejo são espinhos?
Até quando? Preciso entender! Saber! Fazer! Mudar! E é já!