Faxina mental e emocional

Nesse calor e com todo esse aperto no peito e nó na garganta
Estou a escrever e faxinando de leve a minha alma
Minhas memórias tristes e dolorosas quero apagar
Minhas pretensões, por um tempo, quero mudar
Não quero fazer aos outros o que não gostaria que me fosse feito
Temo soltar demais as rédeas e não ter mais onde me segurar
Temo priorizar demais algo e depois me arrepender
Mais ainda não priorizar e quando esse tempo passar vir a me culpar
São tantas coisas que desejo fazer, aprender e ser
São tantos sonhos que chegam tão perto da minha realidade que quase os posso tocar
Ficam tão próximos que até sinto o cheiro de vitória e realização
Mas se vão como o vento, passam e deixam mais vontade com sabor de será
Os outros não tem que seguir minhas prioridades, apesar de ser o meu desejo
A maternidade trouxe tantos paradoxos e dúvidas cruéis a minha existência
Quero sair, ter meus momentos, mas também, participar de tudo na vida de minhas crias
Quero pensar mais em minhas vontades, mas sinto-me tão atarefada com tantas coisas
Preciso organizar melhor o meu tempo, priorizar minhas ações e desejos
Não dá pra viver o tempo todo em função de outros, por maior amor que eu tenha
Me sinto sufocada e muito perdida, pois o que me dá mais alegria
É também o que mais me angustia, cansa, tira o sono e me faz adiar planos
Por isso estou tentando limpar tudo aqui dentro e recomeçar
Replanejar, reaprender, reavaliar, renascer!!!

Comentários

Ana Gabi disse…
É bom parar um pouco e refletir sobre o momento que a gente está passando mesmo.


Passa no meu blog que tem un selo e um meme pra vc!

;)

Postagens mais visitadas deste blog

Corte do cabelo da Priscila Fantin passo-a-passo

Ain't Got No / I Got Life

Faça o bem e dê amor