quarta-feira, 11 de março de 2009

Amigos que são pra sempre


Sabe aqueles amigos com os quais a gente perde o contato por pura incompatibilidade de agendas? Que mesmo passados meses ou anos sem trocar um palavra, quando você revê ou mesmo fala ao telefone, apesar de ter muito assunto pra colocar em ordem, parece que nunca deixaram de se falar tamanha a afinidade?
Tenho vários amigos assim, não sei se feliz ou infelizmente. Já que tendo tanto afeto o ideal seria nunca perder de vista, mas me dá uma alegria enorme ver que o tempo e a distância não muda nossa amizade e cumplicidade, que mesmo tomando fazendo escolhas e indo por caminhos diferentes, somos os mesmos.
Aí, quando falo com eles sempre nos arrependemos da demora em falar e dizemos que desta vez manteremos contato semanal ou mensal, coisa que raramente ocorre, sabe?
Domingo falei com a Elisangela um tempão - cedinho, logo após entregar o Isaac pra ir pra EBD o telefone tocou e era ela - que alegria! A gente se conhece há bem mais de uma década, eu me casei, tenho 2 filhos e sou evangélica, ela está prestes a subir ao altar e é católica do tipo praticante. Resultado: Nossos tempo é escasso demais, nossas rotinas bem diferentes e apesar de morarmos no mesmo bairro, quase não nos falamos.
Preciso mudar isso e colocar na agenda um dia pra manter aceso o contato com ela, sério mesmo.
Ah! Nessa lista pra ligar sempre se incluem a Lídia, a Joice, a Paty, a Andreza, o Juninho, a Claúdia, a Kênia, as Cris, a Rúbia, a Sirlene, as Jus, a Flávia e a Leili (que vergonha, a bebê da Leili nasceu e ainda nem fui visitar), pessoas que amo demais, moram na mesma cidade e se desprendem - não pode!
E os amigos que vão ou são de longe, então? Tenho às pencas... Preciso fazer um tour pelo mundo pra abraçar cada um e dizer quanta saudade sinto. Vê se não some, hein?

Um comentário:

Thiago Assis disse...

Tem selo pra ti no meu blog. =]