A arte do desapego

Dia desses eu queria prometer pra Deus abrir mão de alguma coisa pra Ele. Que coisa difícil! Tem gente que, naturalmente, cita um carro, uma jóia, um emprego ou sei lá o quê material, não é? Eu fico num beco sem saída, pois graças a Deus, não sou apegada a nenhuma dessas coisas. Acho isso uma dádiva, pois não terei de passar por piti porque os meninos derramaram algo no sofá ou tapete, ou porque alguém entrou com os pés sujos no carro.
Dou brincos, roupas, cremes e etc com muita facilidade. Quando estou com grana gasto mais em presentes que comigo - amo presentear, e sem dúvida, aquela passagem bíblica que diz: "Melhor coisa é dar do que receber" se aplica a mim. Não que eu não sinta enorme prazer e alegria em receber presentes, não! Podem me dar presentes, dinheiro e o que mais desejarem que ficarei com sorriso sincero e grato de orelha a orelha. Mas quando estou em condições de sair por aí, presenteando meus queridos, fico ainda mais alegre. Entende?
Fico saltitante a cada presente recebido, como esses dias que ganhei edredon e toalhas novas, porta bijuterias e brinco - fiquei muito grata a pessoa que é super linda e amada - mas não tinha como retribuir, e fico até sem graça, pois gosto muito de retribuir.
Queria ter muitas coisas a oferecer a muitas pessoas especiais, inclusive a Deus, mas só tenho o meu tempo, que já divido com tantos afazeres e minha família e, é tão precioso. Quero voltar a ser mais atuante na obra do Senhor e mais envolvida com meus amigos e familiares, apesar de todos os problemas, com certeza são meu porto seguro.
Quero presentear o Senhor e minha família com o melhor de mim.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Corte do cabelo da Priscila Fantin passo-a-passo

Ain't Got No / I Got Life

Nada pela metade