sexta-feira, 26 de junho de 2009

Tempo


Num dia desses, espreguiçada no sofá, com o Isaac adormecido ao canto, acariciava seus pezinhos, pensando na vida. Vago isso de "pensar na vida", não? Penso que a vida é exatamente como diz o escritor de Eclesiastes: que nada há de novo, que tudo o que é já foi e o que há de vir também já foi.
É estranho correr atrás de coisas novas, de mudanças e de grandes conquistas, pois quando paramos pra refletir, nos deparamos com a mesma sensação. A de que já vimos esse filme, a impressão de já conhecermos o final, e mesmo assim, ficamos ansiosos, preocupados, tensos e cheios de expectativas.
Dizemos que queremos isso ou aquilo, que depois de alcançar tal objetivos sossegamos. Sossegamos nada! Somos insaciáveis! Somos incansáveis!
Não que sejamos de aço e não sentíamos os efeitos do tempo e dessa corrida rumo a lugar nenhum, apesar de acharmos que vamos chegar a algum lugar. Mas mesmo cansados física e emocionalmente, não damos um tempo, não descansamos, não desligamos os motores, nem esfriamos a cabeça. Sempre quermos mais e mais.
Se estamos de férias, por acaso, nos desligamos completamente do trabalho? Não! Continuamos on line no MSN, Facebook, Orkut, Blogger, Twitter e não sei mais quantas formas de contato e círculos sociais. Abrimos nossos e-mails frequentemente, conferimos as últimas notícias, planejamos o que fazer com o 13º, calculamos quanto vamos ter que desembolsar pro leão ou se receberemos algo de restituição do IR, vemos a oscilação das bolsas de valores e do Euro e Dólar, pois acreditamos, que mesmo isso não tendo muita influência direta sobre nossa vida, nem a nossa vida sobre tudo isso, se perdermos uma só informação dada pelos quatro cantos do mundo, seremos menos importantes, menos inteligentes, menos empregáveis, menos gente, menos e cada vez menos.
E o celular? Como viver sem essa maquininha que encontra quem a gente quer onde quer que esteja, que recebe atualizações de tudo em forma de "torpedos" e mensagens, que não nos deixa mais nem tirar a sonequinha de domingo à tarde em paz, pois basta fechar os olhos e já tem alguém chamando. E desligamos? Não, pois podemos perder algum telefone imperdível ou mensagem indispensável. E queremos que a pessoa que chamemos responda assim? "número chamado está desligado ou fora da área de serviço"? Não! Isso é quase a morte!
Faz parte da nossa natureza querer estar entre os que se destacam na nossa cultura, e mesmo sabendo que crises vem e vão, que lançamentos são passageiros, que empregos são transitórios e pessoas entram e saem da nossa vida, e que, o mundo simplesmente, dá voltas, onde quem hoje está por cima, poderá não estar amanhã, e vice-e-versa, persistimos na ideia absurda de querer entender as coisas a fundo.
Mas como em nossa tão globalizada vida, conseguir entender nós mesmos a fundo?
Não dá! Não temos tempo pra relacionamentos além do superficial, nós conhecemos pouco, permitimos ao outro nos conhecer menos ainda, e depois nos queixamos de não ter amizade verdadeira. Temos um milhão de amigos, mas nos vemos sozinhos, à maior parte do tempo. Porque solidão existe mesmo rodeada de gente amiga, pois o próprio significado de amizade mudou - mas isso é assunto pra outro texto.
Penso na vida que meu filho terá, em como será sua adolescência e juventude, em como pensará e verá a vida quando estiver velando o sono do meu netinho. Sei que muitas coisas terão mudado, outras tornado a ser, mas sei que esse tipo de momento vai se repetir também e, espero, de todo o meu coração, que ele tenha mais respostas que posso dar agora. Pois ando tão cheia de indagações e incertezas, que a única certeza que tenho, é que nada acontece por acaso, e não cai uma única folha da árvore se Deus não permitir.
Precisamos desacelerar o ritmo de nossos dias e nos voltar pra Deus - Ele nos criou pra termos relacionamento íntimo com ele, e distantes, longe, correndo, não o alcançaremos.

quarta-feira, 24 de junho de 2009

Dia de namorar...


Nem só de comemoração do Dia dos Namorados é o mês de junho.
Ao menos pra mim! É que completo mais um ano de casada. E apesar de muita gente achar que isso não é motivo pra comemoração - pra mim é! Porque não é o papel, nem a aliança no dedo que comemoro, festejo é a alegria de ter ao meu lado um amigo, um companheiro, alguém com quem faço e realizo planos, acordo e durmo todos os dias, divido meus medos e incertezas, conto minhas piadas e rio de muitas das suas, alguém que amo e que juntos, somamos o que temos de melhor.
Não enfrentamos poucas lutas, nem vivemos num mar de rosas, nem nunca quisemos chutar o balde. Mas sempre, em todos os momentos o amor nos uniu bem mais que nossas diferenças tentaram nos afastar e a paixão continua ardendo em nós!
E como é possível isso? Depois de mais de tanto tempo juntos?
Com companheirismo!
Com respeito!
Com lealdade!
Com amizade!
Com surpresas!
Com planos!
Com vontade!
Com amor!
Com Deus!

terça-feira, 2 de junho de 2009

Dia Mundial da Saúde Digestiva

Vamos falar de saúde: afinal, beleza e saúde andam juntas e todo dia é dia de se cuidar. Nos preocupamos muito com a pele, o cabelo e o que vamos vestir, e muitas vezes não reparamos, nem cuidamos direito do nosso organismo.

No dia 29 de maio, foi comemorado o Dia Mundial da Saúde Digestiva e, para conscientizar a população, a Federação Brasileira de Gastroenterologia (FGB) lançou a Campanha de Conscientização da Síndrome do Intestino Irritável – SII. A iniciativa é uma parceria do Grupo Danone com a Organização Mundial de Gastroenterologia (WGO).

A ação global tem como objetivo chamar a atenção para a importância de entender o que é SII, um desconforto digestivo que atinge mais de um bilhão de pessoas (cerca de 20% da população mundial). O número de pessoas afetadas pela SII é ainda subestimado devido à dificuldade do diagnóstico preciso, que vão desde inchaço e diarréia até dores abdominais e estomacais.

Entre as atividades que marcam a Campanha, o Portal Saúde Digestiva (www.saudedigestiva.com.br) orientará a população a identificar as questões relacionadas à Síndrome do Intestino Irritável, com informações sobre os aspectos da síndrome e um teste interativo para identificar os seus sintomas.

Para identificar se a pessoa é uma das que sofrem em silêncio de SII, o portal da Saúde Digestiva traz um teste simples que avalia o funcionamento do intestino e ajuda a identificar a síndrome, direcionando o leitor a buscar orientação de um médico gastroenterologista. O hotsite está também repleto de informações sobre a saúde e os distúrbios digestivos, dicas de alimentação, pesquisas recentes sobre o tema, entre outros dados para auxiliar a população a desvendar a SII. (clique aqui ou na imagem acima e faça o teste)

Sobre a Síndrome do Intestino Irritável

Os sintomas da SII são dores abdominais, mudanças dos hábitos intestinais, inchaço, distensão e desordens intestinais. No entanto, a causa não é conhecida clinicamente. “A síndrome é definida como um problema gastrintestinal crônico, periódico ou em episódios, caracterizado por dor abdominal, inchaço e mudanças no funcionamento habitual do intestino. Acredita-se que a SII envolva um desequilíbrio entre o intestino e o cérebro, afetando o modo como o sistema digestivo normalmente deveria trabalhar”, explica o presidente da FBG.

Poucos tratamentos são realmente efetivos quando o assunto é Síndrome do Intestino Irritável. Além disso, as pessoas que sofrem com a síndrome tendem a se automedicar, muitas vezes piorando o quadro clínico. Um erro muito comum é aumentar demasiadamente a ingestão de fibras (1/5 ingerem mais fibras do que o necessário, o que pode não ser benéfico para a SII).

Alguns alimentos são essenciais para melhorar a microflora intestinal, como carboidratos complexos (cereais, pão, arroz, macarrão, batata, milho e legumes). Frutas e legumes fornecem vitaminas, minerais, antioxidantes e fibras. Produtos derivados do leite, incluindo iogurtes, são uma das principais fontes de proteínas, minerais e vitaminas.

Vários estudos usando probióticos demonstraram os efeitos benéficos desses alimentos para ajudar a restabelecer a microflora intestinal e associaram-nos à redução dos sintomas de SII. Os alimentos probióticos podem ser consumidos durante a gravidez, por crianças e idosos.

Para quem quer manter a boa saúde do intestino, algumas recomendações nutricionais ajudam a prevenir a Síndrome do Intestino Irritável:

1. Aumente a ingestão de líquidos.

2. Inclua na dieta alimentos com propriedades probióticas comprovadas.

3. Limite a ingestão de alimentos produtoras de gás.

4. Limite o consumo de comidas gordurosas.

5. Evite bebidas com cafeína e refrigerantes.

6. Evite bebidas alcoólicas.

7. Evite comer demais.

8. Coma lentamente e mastigue bem a comida.

9. Evite sorbitol e frutose.

10. Procure evitar o estresse.