sábado, 18 de julho de 2009

Enquanto isso


Cada minuto que passa aumenta a proximidade do meu momento
Momento de ser eu, de ser completa e de estar completa
Sinto-me faltar um pedaço quando estou dependente das circustâncias
Sinto-me presa quando não posso decidir nem planejar do meu jeito

Uma resposta chegou! Oba!
Mas não era nenhuma das que esperava, surgiu de repente e agradou
Não será definitivo - e nada é mesmo!
Já respiro mais aliviada, tenho como sonhar e por onde meus pés possam caminhar
Já consigo ver adiante as saídas e começo a reescrever meu caminho

Sou mais que o mundo me vê e sou menos que poderia ser.
Gratidão por quem acreditou, amor por quem me amparou
Não páro nunca! Nada vai me deter a imaginação e as portas do que posso ser.
Sou mais eu! Ainda mais agora que volto a orquestrar minha trilha sonora.

Vejo quase tudo novo de novo agora
Enquanto isso darei o que de melhor possa
Sinto que nada é impossível o bastante
Posso e vou mais e mais além

Aleluia! Aleluia! Aleluia!

Nenhum comentário: