quarta-feira, 26 de agosto de 2009

Querer não é poder


Quero chocolate mas estou de dieta - pela centésima vez!
Quero ficar magra, mas não tranco a boca, nem corro como antes
Quero correr todo dia, mas saio de casa pouco depois das 6 e só volto mais de 23
Quero me formar, mas preciso de disciplina que só semestre que vem
Quero cantar e amigos reencontrar, mas o tempo não dá
Quero ler todos os livros sugeridos por professor e ainda aqueles que almejo - mas quando?
Quero! Quero! Quero! Quero tanto e tão intensamente tantas coisas ao mesmo tempo
Não sei me dividir ou me concentrar apenas em uma coisa, tenho vontade de agarrar o mundo
Mas já fui com muita sede ao pote e aprendi a ter foco
E meu foco é concluir etapas inacabadas pra começar outras tão sonhadas
Quero que o dia tenha mais umas 8 horas - pelo menos!
Me angustia ficar longe dos meus amores, mas distante do meu trabalho também não quero
Não sei ser completa sem ter todas as coisas que me enchem a vida
Mas enchem demais e pra tudo o que quero ainda falta espaço
Falta tempo, falta corpo, falta cabeça, falta e falta
Tudo em mim está confuso, agitado e cheio de novidades
E por todos os meus poros o que minha alma faz é agradecer
Deus, não tenho tudo o que amo, mas eu amo e muito, e demais da conta, tudo o que tenho
Não é reclamação, é euforia mesmo! Puramente!
E me sinto como criança nova, empolgada, fazendo festa
Rindo de cada novo quadro que se pinta na história da minha vida
E já são quase uma da manhã - hora de dormir pra estar inteira pra mais um dia que se inicia

Oh happy Day!

sexta-feira, 21 de agosto de 2009

Momentos lindos

Pra me acalmar um pouquinho, uma música mais lenta que minha cunhada enviou - obrigada linda!
Acabo de chegar da faculdade, cheia de coisas na cabeça, nada desliga e não relaxo.
Problema?
Não! Eu amo viver assim: agitada, acesa!
Só lamento a saudade dos babies e do maridão, por eles preciso ir mais devagar, curtir mais cada momento, mas agora preciso acelerar pra recuperar o tempo que fiquei afastada. Já já um pouco de descanso. Será? Vou conseguir?
Excelente final de semana! Beijinhos


segunda-feira, 17 de agosto de 2009

Muitas faces da minha BH

Não tenho papas na língua e apesar de já beirar aos trinta, algumas coisas me causa espanto

Minha cidade é linda, tem construções acolhedoras e pessoas muito cheias de humanidade

Durante o dia, em meio ao corre-corre de pedestres, buzinas e trânsito engarrafado

Mal vemos muitas faces dessa capital e é quando anoitece que vemos a beleza ou a feiura crua

Dia desses, indo pra faculdade fiquei presa em congestionamento no alto centro

Eu amo BH mais que intensamente, mas algumas regiões são no mínimo esquisitas

A zona do baixo meretrício é uma dessas que me deixa encabulada

Porque tanto sobe e desce por aquelas escadas sujas se as pessoas mudaram tanto?

Ser dia de pagamento de honorários, o quinto útil do mês, devia ser a razão pra tanto movimento

Homens apressados e painéis em neon pintaram uma nova face da cidade, e por que?

Sexo casual, sem compromisso e sem precisar pagar é cada dia mais aceitável e comum

Se até na minha cabecinha puritana já entra, por que é que por lá continua tanto entra e sai?

Será fetiche, necessidade de auto-afirmação, timidez ou só busca por cura pra solidão?

Responder a essas questões daria assunto pra centenas de linhas

E como não sou antropóloga nem entendida de coisa alguma poderia incorrer em erros

Fica apenas minha interrogação e devaneios da minha curiosidade

sexta-feira, 14 de agosto de 2009

Aprender mais e sempre

 

Tenho fome de aprender e não é só o que os livros podem ensinar

Mesmo assim os devoro, frequente, intensa e vorazmente

Me delicio por livros cheios de nuances, de pessoas, de inesperado e até de coisas óbvias

De verdade, de ficção e crio imagens de cada personagem e de quem os criou

Gosto de metáforas e também do que é dito na lata

Me alimento ainda mais pela união das letras com o conhecimento humano

Pessoas são complicadas, diferentes, às vezes repulsivas e noutras uns amores

Não importa quem seja, que cor, religião ou formação, sempre dá pra aprender algo

Certo que às vezes aprendo que é um modelo a não ser seguido

Mesmo assim ainda é aprendizado, não é?

Melhor aprimorar a capacidade de aprender com o erro dos outros que só com os meus

Sou expressiva, comunicativa, extrovertida e tenho a mente e o coração abertos

Sei que não sou dona da verdade, e que minha própria verdade muda

A medida que vou aprendendo mais eu me reciclo

Tem coisas em mim que não se alteram, algumas coisas fazem parte do que sou

Mas se estou sempre em metamorfose, não digo nunca nem jamais, apenas sigo

Caminho me revelando e descobrindo o que os outros e o resto mundo também seja

Riqueza é saber que nada sei e estar sempre buscando saber um pouco ou tanto a mais

Amo muito amar tudo isso! A vida!

quinta-feira, 13 de agosto de 2009

Novo dia pra viver mais

 

Dormi tão tarde ontem, que chegou a ser cedo

O celular me despertou com os olhos ainda ardendo

Pareço apenas ter piscado os olhos desde a hora que adormeci

O sono e o cansaço continuam muito fortes e visíveis

Mas a vontade de vencer a batalha de mais esse dia me anima

As olheiras persistem e dá-lhe corretivo pra esconder

Meu ser inteiro e intensamente se joga em mais um dia de aprendizado e conquistas

É tempo de mudanças na empresa e aproveito pra mudar também o que sou

Todo dia é hora de se empenhar em ser melhor

E eu quero muito e cada vez mais superação

Cada dia novo é pra mais viver e realizar - Vida, sou apaixonada!


terça-feira, 11 de agosto de 2009

Inatingível perfeição

 

 

Muita gente corre atrás de ideais de perfeição que nunca atingirão.

Não é por incompetência, burrice, maldição ou praga,

Simplesmente porque se cobram muito além do humanamente possível

Estabeleça metas palpáveis, passe por um degrau de cada vez e não se torture, nem aos outros

É comum esperarmos das pessoas mais do que elas estão dispostas ou capacitadas a nos oferecer,

Pois buscamos nelas nosso próprio reflexo

Queremos receber aquilo que achamos ideal, perfeito

Como se fôssemos perfeitos, como se não cometêssemos erros e equívocos

E o que fazemos? Somos os melhores amigos que podemos?

Ligamos? Revemos? Abraçamos? Cumprimos promessas? Não fazemos fofoca?

Ou sempre desejamos nos aproximar mais, mas não passa disso

Pois somos orgulhosos, egoístas, preguiçosos

Temos coisas demais pra fazer que não nos sobra tempo

Nem disposição para parar de planejar e prometer, apenas, e efetivamente fazer? Hein?

Antes de criticar a imperfeição dos outros, procure corrigir suas falhas,

Endireite seu comportamento e tolere tanto quanto gosta de ser tolerado

Ou acha que você é melhor que uma Brastemp e nada pode melhorar?

Mude! Mude essa cabecinha que gira em torno do próprio nariz empinado

Tira a bunda dessa cadeira e faça algo pelos que você diz amar que seja digno de ser amor

Quando você sorri, o mais provável, é receber um sorriso de volta – o mesmo vale pra ações

Elas podem não retornar pra você instantaneamente, mas vão retornar, pode ter certeza!

Sobre a avareza

 

Culpo pelo meu consumismo, exagerado e quase desenfreado, a avareza

Não a minha, que nunca a tive, graças a Deus.

Mas a do meu pai, que a tem cada vez mais forte, desde sempre

Via minha mãe lavando roupa na mão, pegando roupas pra fazer, economizando moedas

E pra quê? Pra nos dar a grande alegria de ter uma boneca nova no Natal

Um prendedor de cabelo mais colorido pra festa da escola

E receber amigos com bolo e refrigerante no aniversário.

Se abstendo de delícias que queria comer e de passeios que tanto desejava

Comprando roupas apenas uma vez no ano, consertando as do ano anterior

Gastando a sola de um único sapato pra todo lugar até não ter mais jeito

Cuidando do cabelo só com sabonete e tendo creme de hidratação só em Dia das Mães

E por quê? Porque meu pai não podia gastar nada além do extremamente básico pra sobrevivência

Enquanto ele, o senhor pão-duro, só juntava

Guardando sonhos na gaveta e desejos no porão

Quase enterrando esperanças com muitos torrões de areia e pedras de subestimação

Cresci revoltada com essa contradição

Pensar só no amanhã e viver hoje de migalhas

Comecei a trabalhar muito nova pra poder comprar o que queria

E não poucas vezes me flagrei comprando até o que não precisava

Apenas por estar com vontade de comprar, apenas por ter sido tão oprimida por tantos nãos

Meu pai continua vivendo de juntar para o futuro

Minha mãe conseguiu se tornar quase completamente independente

Mais madura, meus deslizes já são menores, mas prefiro ser consumista a ser avarenta

Não atentar pras coisas que o dinheiro pode comprar e facilitar a nossa vida é burrice

Já aprendi a guardar um pouco, mas não deixo de viver o hoje, o agora, nossas vontades

Vivo o hoje, sim, e com muita vida.

Caixão não tem gaveta e depois do cemitério não vou precisar de nenhum vintém

Qual o seu preço?

 

Responda com sinceridade: Qual o seu preço?

Pensou logo e em alto som: "Não tenho preço!"

Pois se engana e pensa que aos outros também

Todo mundo no mundo tem um valor

Mesmo o mais correto e honesto, seja homem ou mulher, jovem ou velho

Pode ser que o que tenham te oferecido até agora não o convenceu

Nunca diga que dessa ou daquela água não bebe, pense bem:

Se te oferecessem 1 bilhão dólares, livre de impostos

Suas respostas não mudariam e sua intolerância a corrupção e nepotismo a se manteria?

A intensidade da sua oposição ao tráfico de drogas e a pornografia seria a mesma?

Eu sempre digo que não tenho um preço, que meu preço já foi pago pelo sangue de Cristo

Que tenho minha moral e costumes inabaláveis, que apesar de ter a mente aberta, jamais faria isso ou aquilo

Mas quando me coloco no lugar dos que se unem em quadrilhas, aceitam subornos ou altos cachês pra se despirem

Tento olhar pelo ângulo que vêem as situações, ver as opções que teem e frustrações que amargam

Aí, prefiro me calar, enfiar o rabinho entre as pernas e agradecer a Deus por ter outras alternativas

Porque apesar de ter livre arbítrio, não estou me lançando em coisas das quais venha me envergonhar

Mas não sou juíza de nada, não tenho o direito de julgar ninguém

Cada um é livre pra fazer sua própria história da maneira que bem entender

E eu, não vou apontar o dedo pra nada. Posso ter opniões diferentes, mas não sou a dona da verdade

E você que empresta sua língua à fofoca e maledicência

Cuide bem da sua vida, pode até aconselhar e sugerir formas depensar e agir

Mas não queira que todos sejam como você, nem que isso seja o único jeito de estar certo.

Lembre que quando estende um dedo, outros 4 estão em em sua direção.

segunda-feira, 10 de agosto de 2009

Vou depressa

 

Dizem por aí que devagar se vai ao longe,

Que vai, pode até ser, mas deve demorar muito

Não combina com minha inquietude e alta voltagem ir devagar

Definitivamente, me falta paciência

Gosto de fazer muitas coisas ao mesmo tempo

Falo rápido e penso mais depressa ainda

Nem de salto eu sei andar devagar, e olha que não é tarefa das mais agradáveis

Gosto de movimento e de atividade

Não sei ver a vida passar pela janela

Preciso me mover, e depressa

Tentei seguir as muitas recomendações pra desacelerar

Escrevi sobre isso e continuo achando que seja a melhor forma de viver

Aproveitando um coisa de cada vez, se dando tempo pra respirar e curtir cada momento

Mas só pra quem consegue viver à margem do que acontece na Via Láctea

Comigo não funcionou, pareci estar murchando e perdendo a cor

Enquanto o mundo girava continuamente mais rápido

Estou de volta à alta rotação: trabalho, faculdade, casa, filhos, marido, eu

Em muitas me divido, mas na verdade me multiplico ainda mais

Sou uma, única, mas com tantas facetas que mal podem ser contadas

Sou mais atitude, mais fazer, acontecer e com velocidade

Se segunda-feira me estressa ou cansa?

Não, amo começar e recomeçar.

Se tudo se resumisse a final de semana não teria tanta graça

E a vida acontece mesmo é de hoje em diante.

sexta-feira, 7 de agosto de 2009

Que dia mesmo? Sexta-Feira!

 

Sexta-feira é dia de muitos predicados

Agitação pra encerrar a semana e empolgação pra cair na farra

Concluir etapas, relaxar e recarregar as baterias pra semana vindoura

Daquele clima de auê, às vezes exagerado e inconveniente

Mas delicioso, pois tira um tanto da sisudez e seriedade que tanto pesa

De trânsito lento e engarrafamentos quilométricos

Programar cuidados estéticos com a gente e com a casa da gente

Usar roupa e make mais despojados e caprichados

Com um sol lindo como esse que vejo, ainda tão cedo

É dia de agradecer com mais veemência a Deus por tanta vida

Vida que sorri como quem vê passarinho verde

Que está cheia de novidades e tem muito a comemorar

Que não desiste nunca e surpreende com mais sorrisos que mereço

Que me faz lembrar que amanhã não tem despertador nenhum

A não ser um sonoro "mamãe!" vindo do quarto ao lado

Ou debruçando sobre meu rosto em beijos e abraços


Oba! O final de semana chegou!

 

quinta-feira, 6 de agosto de 2009

Você é um bom modelo?

Devemos ser pais e mães à altura dos filhos que desejamos ter. Não adianta você dizer como fazer, você precisa dar o exemplo, pois as crianças nos imitam, aprendem através dos que nos vêem fazer. São exímias observadoras e muito detalhistas.

Dia desses, eu passava uma lista de coisas pro meu marido, falei serenamente, mas muitas coisas - um longo monólogo. No meio de uma frase meu Isaac disse "Chega mamãe, cê tá chata". Rimos muito. Pois é exatamente o que costumo dizer quando alguém chega perto de mim com muita ladainha, entendem? Ele, do alto de seus 2 anos e meio de muita observação, não deixa escapar nada. É uma fiel cópia do que somos, repete nossos comportamentos, nossas escolhas e nossas preferências.

Quer aumentar as chances de ter um filho que só te dá orgulho? Seja uma pai ou mãe que também não o decepciona, que age corretamente, que não tem duas caras, que é como você quer que ele seja. Naturalmente, você estará se vendo nele, como se num espelho.

quarta-feira, 5 de agosto de 2009

Pensando...

Pensando em como a frase da Bíblia "Basta a cada dia o seu mal" é muito útil, mas contraditória, pois precisamos calcular alguns males vindouros, além de combater o que a cada dia nos aparece.

Se preocupar, gastar tempo, energia e saúde pensando excessivamente em quais riscos nos reserva o amanhã é no mínimo muito idiota. Deixamos de produzir, de fazer, de agir, de mudar esse futuro, quando com ele nos ocupamos mais que com o tempo presente.

Planeje bem suas atividades, prepare-se pra mudar de direção quando a situação pedir, mas não se prenda demais a problemas, busque soluções e práticas inovadoras, tenha sempre uma margem de segurança e tire a viseira que estreita seu campo de visão.

Pense e aja. Se arrisque. Empreenda. Não fique em cima do muro.

Abra portas com bom-humor e vontade de guerrear.

Vença o medo. Vença a passividade.

E acredite, temos tantos problemas hoje que se os resolvermos, talvez esses atordoares fantasmas do amanhã nem se materializem. E é do caos que surgem as maiores conquistas.

terça-feira, 4 de agosto de 2009

Inquietude

 

Pensei estar sossegada: emprego novo, de volta à faculdade,

Realizando sonhos e tendo muita ação, mas não é nada disso!

Minha inquietude me assusta e rouba minhas horas de sono

Há dias não durmo direito, fico me mexendo, acesa, pensando e repassando pensamentos

São planos, decisões e alegria tão numerosos que quando me assusto o dia já está quase raiando

Estou sendo consumida pela insônia, e mesmo quando adormeço ao menor ruído pulo da cama

Haja maquiagem nessas olheiras e alongamento pra esses ombros cansados

Haja força pra não sucumbir ao sono que teima em chegar depois do almoço - quando não é hora

É muito bom estar assim: alerta, em plena atividade e me sentindo tão viva

Mas menina, desligue essa cabecinha ao menos depois da uma da manhã, porque logo logo o despertador soa

E função sonequinha, você não é bem vinda ao meu começo de dia: quero disposição pra valer

Se isso me preocupa? Ainda não! Acho que ainda estou em extase, é muita coisa boa de uma vez! Oba!

Senhor, obrigada por Sua bondade e direção.

Eu não mereço tanto, mas amo muito e demais da conta (como boa mineira que sou) tudo isso...