Vou depressa

 

Dizem por aí que devagar se vai ao longe,

Que vai, pode até ser, mas deve demorar muito

Não combina com minha inquietude e alta voltagem ir devagar

Definitivamente, me falta paciência

Gosto de fazer muitas coisas ao mesmo tempo

Falo rápido e penso mais depressa ainda

Nem de salto eu sei andar devagar, e olha que não é tarefa das mais agradáveis

Gosto de movimento e de atividade

Não sei ver a vida passar pela janela

Preciso me mover, e depressa

Tentei seguir as muitas recomendações pra desacelerar

Escrevi sobre isso e continuo achando que seja a melhor forma de viver

Aproveitando um coisa de cada vez, se dando tempo pra respirar e curtir cada momento

Mas só pra quem consegue viver à margem do que acontece na Via Láctea

Comigo não funcionou, pareci estar murchando e perdendo a cor

Enquanto o mundo girava continuamente mais rápido

Estou de volta à alta rotação: trabalho, faculdade, casa, filhos, marido, eu

Em muitas me divido, mas na verdade me multiplico ainda mais

Sou uma, única, mas com tantas facetas que mal podem ser contadas

Sou mais atitude, mais fazer, acontecer e com velocidade

Se segunda-feira me estressa ou cansa?

Não, amo começar e recomeçar.

Se tudo se resumisse a final de semana não teria tanta graça

E a vida acontece mesmo é de hoje em diante.

Comentários

nona e eu disse…
olá, gostei muito do post!
abraços

Postagens mais visitadas deste blog

Corte do cabelo da Priscila Fantin passo-a-passo

Ain't Got No / I Got Life

Faça o bem e dê amor