quarta-feira, 28 de outubro de 2009

Pensamento a praticar



“Falta de tempo é desculpa daqueles que perdem tempo por falta de métodos.”

Eu, me enquadro, sem dúvida, no grupo dos que tentam agarrar o mundo.
Não o faço por obrigação ou pela necessidade minha ou de outrem, mas por eu não me permitir , por natureza, ficar tão quieta que esteja desligada do mundo ou longe da ação.
Sinto que até meus raros momentos ociosos são grandemente proveitosos, e neles, mesmo quando apenas divago e sobre nada em especial esteja refletindo ou "matutando", sempre estou criando uma forma nova de pensar, de ver, ou reinventando maneiras de vivenciar, procurando algo criativo ou essencialmente inspirador em cada quadro que me apresente essa caixola não claramente mapeada.
Beirando aos 30, acho que não vivi o bastante pra me julgar conhecedora do certo e do errado, por isso me afasto de preconceitos. Aliás, tento não os ter, já que parece não ter escapatória, mas me esforço muito para ver as situações e as pessoas por todos os lados. Criar estereótipos é perder a chance de conhecer pessoas maravilhosas!
Afinal, se eu que faço tanta coisa, e com prazer, não tenho o método mais adequado pra ter tempo de sobra, o que se pode esperar de quem prefere ver a vida passar e o levar, não é? Deixo aqui meu protesto aos que fazem pouco de seu tempo e suas vidas: a vida passa, o tempo não volta e as oportunidades não brotam sem que tenhamos competências suficientes. Lembre-se dos que realmente são importantes e do que realmente precisa ser feito. Pára de apagar incêndio e passe a criar seus momentos e aumentar o prazer de estar vivo - tanto o seu, quanto o dos que convivem com você.

Faça seu caminho, crie seu método, reformule suas técnicas e pense grande, sempre!

E eu, em mais um aniversário, não tenho palavras pra agradecer, por tudo o que tenho e tudo o que sou! Obrigada, Senhor!

Nenhum comentário: