segunda-feira, 31 de maio de 2010

Será mesmo que você é substituível?


Na sala de reunião de uma multinacional o diretor nervoso fala com sua equipe de gestores.
Agita as mãos, mostra gráficos e, olhando nos olhos de cada um ameaça:

" – ninguém é insubstituível".

A frase parece ecoar nas paredes da sala de reunião em meio ao silêncio.
Os gestores se entreolham, alguns abaixam a cabeça.
Ninguém ousa falar nada.

De repente um braço se levanta e o diretor se prepara para triturar o atrevido:
- Alguma pergunta?
- Tenho sim.
-E Beethoven ?
- Como? - o encara o gestor confuso.
- O senhor disse que ninguém é insubstituível e quem substituiu Beethoven?

Silêncio.....

O funcionário fala então:
- Ouvi essa estória esses dias contada por um profissional que conheço e achei muito pertinente falar sobre isso. Afinal as empresas falam em descobrir talentos, reter talentos, mas, no fundo continuam achando que os profissionais são peças dentro da "máquina"(organização) e que, quando sai um, é só encontrar outro para pôr no lugar. Quem substituiu Beethoven? Tom Jobim? Ayrton Senna? Ghandi? Frank Sinatra? Garrincha? Santos Dumont? Monteiro Lobato? Elvis Presley? Os Beatles? Jorge Amado? Pelé? Paul Newman? Tiger Woods? Albert Einstein? Picasso? Zico? etc.

Todos esses talentos marcaram a história fazendo o que gostam e o que sabiam fazer bem, ou seja, fizeram seu talento brilhar. E, portanto, são sim insubstituíveis.
Cada ser humano tem sua contribuição a dar e seu talento direcionado para alguma coisa. Está na hora dos líderes das organizações reverem seus conceitos e começarem a pensar em como desenvolver o talento da sua equipe focando no brilho de seus pontos fortes e não utilizando energia em reparar seus 'erros/ deficiências'.
Ninguém lembra e nem quer saber se Beethoven era surdo , se Picasso era instável , Caymmi preguiçoso , Kennedy egocêntrico, Elvis paranóico ...
O que queremos é sentir o prazer produzido pelas sinfonias, obras de arte, discursos memoráveis e melodias inesquecíveis, resultado de seus talentos.
Cabe aos líderes de sua organização mudar o olhar sobre a equipe e voltar seus esforços em descobrir os pontos fortes de cada membro. Fazer brilhar o talento de cada um em prol do sucesso de seu projeto.
Se seu gerente/coordenador, ainda está focado em 'melhorar as fraquezas' de sua equipe corre o risco de ser aquele tipo de líder/ técnico, que barraria Garrincha por ter as pernas tortas, Albert Einstein por ter notas baixas na escola, Beethoven por ser surdo. E na gestão dele o mundo teria perdido todos esses talentos.
Seguindo este raciocínio, caso pudessem mudar o curso natural, os rios seriam retos não haveria montanha, nem lagoas nem cavernas, nem homens nem mulheres, nem sexo, nem chefes nem subordinados . . . apenas peças.
Nunca me esqueço de quando o Zacarias dos Trapalhões 'foi pra outras moradas'. Ao iniciar o programa seguinte, o Dedé entrou em cena e falou mais ou menos assim:
"Estamos todos muito tristes com a 'partida' de nosso irmão Zacarias e hoje, para substituí-lo, chamamos:.... Ninguém ... pois nosso Zaca é insubstituível"
Portanto nunca esqueça: Você é um talento único... com toda certeza ninguém te substituirá!
"Sou um só, mas ainda assim sou um. Não posso fazer tudo..., mas posso fazer alguma coisa. Por não poder fazer tudo, não me recusarei a fazer o pouco que posso."

"No mundo sempre existirão pessoas que vão te amar pelo que você é..., e outras..., que vão gostar menos de você pelo mesmo motivo..., acostume-se a isso..., com muita personalidade, determinação e, se puder; paz de espírito...".

(Desconheço o autor deste texto, mas aprecio muito a forma como pensa)

terça-feira, 25 de maio de 2010

Tô com sono!


Muitas coisas mudaram na minha vida desde a maternidade, e a mais marcante não foi o manequim - apesar de isso também ser bastante notável. O que mais estranho é o sono quebrado, interrompido por diversas vezes que me levanto pra cobrir meus pequenos em noites frias ou quando estão doentinhos.

Essa época do ano ocorre simultâneamente, ora me levanto porque estão enjoadinhos, ora porque escutei um movimento brusco que logo reconheço ser um chute das cobertas, seguido de possível resfriado, o que me levaria ao primeiro motivo novamente.

Se ficar o bicho come e se correr o bicho pega, né!

Minhas olheiras saltam, a pele fica sem brilho e a paciência começa a faltar.

Fico seletiva e nada tolerante. Preciso dormir bem essa noite senão vou dar um troço!

Falo sério! São mais de 15 dias dormindo picadinho, acordando com as costas doendo, e a cabeça com a estranha (ou melhor, já conhecida sensação) de que não preguei o olho nadinha.

Socorro!!! Vou dar um chazinho calmante, agasalhar bem meus pequenos e dormir a noite toda - se Deus quiser!

Tem outra opção, vinda pelo meu maridão - comprar uma cama gigante e aninhar todos, como uma galinha e seus pintinhos mesmo. Morro de rir!

Como diz uma famosa propaganda por aí "Amo muito tudo isso!". E amo mesmo! Apesar do sono, cuidar desses lindos me dá uma satisfação enorme...

quinta-feira, 20 de maio de 2010

Pensando...

Confiar, esperar, acreditar
Será... Será...
Mais fácil é não confiar
Melhor é não esperar
Mais seguro seria não acreditar
Mas a gente é tolinho...
Sempre acha que fazem pela gente
O que a gente faria pelo outro
Queria não confiar tanto
Quero não esperar nada
Acreditar só no que vejo e toco
Feito São Tomé
Feito quem só espera o mal
Mas sou otimista e brasileira
Penso no bem e nunca desisto
Assim persisto! Assim sigo e sou!
Abaixo a fala de confiança...
Sou um pessoa de fé!

segunda-feira, 17 de maio de 2010

Tudo Sobre Você - Zelia Duncan


Queria descobrir
Em 24h tudo que você adora
Tudo que te faz sorrir
E num fim de semana
Tudo que você mais ama
E no prazo de um mês
Tudo que você já fez
É tanta coisa que eu não sei


Não sei se eu saberia
Chegar até o final do dia sem você
Não sei se eu saberia
Chegar até o final do dia sem você


E até saber de cor
No fim desse semestre
O que mais te apetece
O que te cai melhor
Enfim eu saberia
365 noites bastariam
Pra me explicar por que
Como isso foi acontecer
Não sei se eu saberia
Chegar até o final do dia sem você
Não sei se eu saberia
Chegar até o final do dia sem você
Por que em tão pouco tempo
Faz tanto tempo que eu te queria

terça-feira, 11 de maio de 2010

Inspiração


Inspiração é básico pra tudo na vida! Preciso estar inspirada pra me super produzir ou simplesmente sair de casa vestindo um quase pijama, né? E preciso ainda mais de inspiração pra encarar os desafios na vida, seja no ambito pessoal, profissional ou acadêmico. E sabe, nesses últimos dias minha cabeça fervilha com tanta rotina, correria e "pepinos" que a tal da inspiração anda fraquinha, fraquinha...

Falta aquele tcham, aquela garra, aquela impetuosa vontade de colocar as ideias em prática e falta, principalmente, as idéias. É tanta rotina, tanta urgência e "apagação de incêndio" que não me sobra tempo pra criar, não sobra espaço na caixola pra coisas novas, não está entrando inspiração. Estou precisando dar uma volta por outros lugares, viajar, assistir uns filmes, escutar novas canções e conversar com pessoas diferentes - ou as mesmas com um pouco mais de boa vontade, porque a minha paciência está tão escassa com papo furado...

O que tem me enchido de energia pra vencer na empresa e na faculdade são meus pequenos.

Eles e suas ideias, descobertas e frases lindas, inteiras, ingênuas e cheias de novidade me enchem de orgulho, surpresa e muita vida.

Os dois disseram que estão namorando, vê se pode? Dois a completar no sábado e três anos e quase quatro meses apenas, mas já tem suas respectivas, enchem-nas de carinho, preferem-nas para as brincadeiras, pra dar bala e bombom e depois não se cansam de contar como essas amiguinhas são importantes e especiais.

Como são lindos! E espertos! E maravilhosos!

Amo a cumplicidade como me incluem em suas vidas e me encho de alegria a cada história nova.

Precisava ver a surpresa do dia das mães - linda! E as musiquinhas de roda? Um encanto!

Acho que vou tirar férias do resto do mundo e de todas as coisas com eles - meus amores, os homens da minha vida: eu, maridão e meninos num lugar bem lindo, só nosso...

Vou voltar renovada! Cheia de inspiração e mais forte! Com certeza!