Luto e saudade...

Morte é algo ao qual não estamos acostumados, por mais que as manchetes de jornais estejam lotadas de assassinatos, de acidentes e coisas aberradoras, quando nos deparamos com perto da gente, nos apavoramos, não é mesmo... Meu primo, caiu de uma altura de mais 40 metros, numa pedreira desativada, enquanto brincava com papagaio. Tristeza! Tristeza muito grande me abate. Ver mãe enterrar filho é muito triste, dolorido...
Fica a dor, fica a saudade, fica aquele rostinho angelical de um super sapeca que tinha riso fácil e olhar de brilho fascinante. Que tinha garbo e charme próprios, que não perdia uma brincadeira...
Mas fica também a revolta - de quem será a responsabilidade pelo encerramento dessas áreas com crateras tão grandes, em locais residenciais, cheios de crianças, com possibilidade de repetir essa tragédia a tantas outras famílias...

Criança é fogo! Quando quer ninguém segura! Mas se a área é aberta, fica ainda mais fácil o acesso ...

Resta o lamento. Resta o pedido a Deus que dê conforto e consolo ao irmão, aos pais e aos avós desse pequeno. Porque trazê-lo de volta, nada poderá fazer...

Tristeza aperta aqui dentro, e as horas são angustiantes demais...

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Corte do cabelo da Priscila Fantin passo-a-passo

Ain't Got No / I Got Life

Sobre mentiras e verdades